Quadrilha do Vale do Sinos que trocava carros por drogas no Paraguai e chegava a movimentar mais de 1 milhão de reais por mês é desarticulada pela polícia

A Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico, deflagrou na manhã desta terça-feira (18) a Operação Capote, em combate à organização criminosa ligada ao tráfico de drogas, com sede no Vale do Sinos, que atua no Rio Grande do Sul, Paraná e fronteira com o Uruguai.

Foram cumpridos 30 mandados de busca e apreensão em 12 cidades do Estado. Três pessoas foram presas, drogas, uma arma de fogo e aproximadamente 10 mil reais em dinheiro foram apreendidos.

De acordo com o delegado Guilherme Calderipe, foram seis meses de investigação, que apurou a atuação de uma organização criminosa, com células que comandariam o grupo de Novo Hamburgo. “Segundo as investigações, o grupo criminoso, que chega a movimentar mais de 1 milhão de reais por mês com o tráfico de drogas, mantém contato constante com os traficantes instalados na região do Vale do Sinos”, explicou o delegado.

Segundo o diretor de investigações do narcotráfico, delegado Mario Souza, as atividades do grupo se resumiriam na troca de drogas por carros. “Eles mandam veículos irregulares, entre furtados, roubados, clonados, em busca e apreensão, para o Paraguai, e deste país viriam as drogas e armas”, explicou.

A partir da obtenção das drogas, estas seriam distribuídas para diversas cidades e regiões do Rio Grande do Sul. “O grupo também é investigado por de transportar consideráveis cargas de drogas para a fronteira com o Uruguai, com a possibilidade de encaminhar para o país vizinho”, concluiu o diretor. Ao longo das investigações, em meados de outubro, foram apreendidos 150 quilos de maconha em um esconderijo do grupo na cidade de Novo Hamburgo.

Nesta terça-feira, cerca de 150 policiais civis cumpriram 30 mandados de busca e apreensão em Esteio, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Estância Velha, Campo Bom, Taquara, Gravataí, Charqueadas, Cachoeira do Sul, Três Passos e Jaguarão.

Dois homens foram presos em flagrante por tráfico de drogas e um em flagrante por posse irregular de arma de fogo. Aproximadamente três quilos de maconha foram apreendidos, um revólver calibre 38, celulares e balança de precisão.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *