Quase 12 toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidas no litoral gaúcho

A Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar realizou uma inspeção em quatro estabelecimentos comerciais nas praias de Quintão e Terra de Areia, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, na terça-feira (11).

Na primeira localidade, o Supermercado Asun foi autuado por comercializar produtos vencidos e com fracionamento irregular. Houve também a interdição total do Mercado Bom Preço, em razão de graves problemas de higiene, carnes fora de temperatura, produtos mal acondicionados e vencidos. Ao todo, foram apreendidos 750 quilos de alimentos impróprios para o consumo.

Em Terra de Areia, no Supermercado Ofertão, os principais problemas identificados foram: produtos fora da temperatura recomendada pelo fabricante, avariados, vencidos, alguns com a presença de insetos e outros expostos sem identificação. No local, os fiscais identificaram 156 panetones armazenados no interior de uma peça que vinha sendo usada como banheiro pelos funcionários. A padaria e a confeitaria foram interditadas por falta de higiene. Os fiscais comprovaram que os comerciantes estavam reutilizando embalagens descartáveis de tortas e salgados. No total, 90 quilos de produtos foram apreendidos.

No Don Juan Hotel e Restaurante, também em Terra de Areia, foram detectados problemas de manuseio de alimentos na cozinha, produtos sem procedência e vencidos. Foram inutilizados 36 quilos de carnes – destes, 23 quilos sem procedência e o restante por estar fora da temperatura recomendada –, 36 quilos de aipim congelado sem procedência, dez pacotes de massa de pré-pizza vencidos, além de alguns chás, refrigerantes e erva-mate.

Participaram da operação os coordenadores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Segurança Alimentar, Alcindo Luz Bastos da Silva Filho e Mauro Rockenbach; a promotora de Justiça de Palmares do Sul, Greice Ávila Schmeing; a promotora de Justiça de Santo Antônio da Patrulha, Graziela Veleda; representantes da Secretaria Estadual da Agricultura, da Delegacia do Consumidor, da Patram, do Procon Estadual e da Vigilância Sanitária.

Onze toneladas

Na segunda-feira (10), foram inspecionados seis locais nas praias de Imbé, Tramandaí e Cidreira. Ao todo, foram apreendidas cerca de 11 toneladas de alimentos impróprios ao consumo. Em Tramandaí, foi fiscalizada e autuada a Peixaria Laureano por armazenar e comercializar pescados vencidos. Houve  também a autuação do Supermercado Popular. Em Imbé, o Quiosque Estação 4 foi autuado por vender pescados vencidos.

Outros três locais, dois em Imbé e um em Cidreira, que funcionavam clandestinamente, foram vistoriados e acabaram fechados. Em Imbé, foi encontrado um depósito clandestino pertencente à Peixaria Laureano. Outro depósito clandestino pertencente ao Quiosque Estação 4 foi identificado. Em Cidreira, mais um local irregular foi vistoriado e fechado, o Galera da Pesca. Não havia alvará, o estabelecimento estava localizado em um terreno de Marinha e tinha péssimas condições de higiene.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *