Reintegração de posse retira grupo do MTST-RS de terreno na Azenha

Uma reintegração de posse retirou integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) de um edifício que era ocupado por eles na Avenida da Azenha, em Porto Alegre. O prazo para a saída do grupo havia expirado na última sexta-feira (08).

O lugar havia sido ocupado pelo MTST no dia 26 de setembro. A cozinha solidária foi montada para distribuir cerca de 200 refeições por dia para moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade. Na manhã desta quarta-feira (13), a Justiça Federal retomou a propriedade.

“A gente segue buscando um diálogo com a prefeitura de Porto Alegre e com o Governo do Estado para conseguir um espaço definitivo na região para que essa demanda siga sendo atendida”, destacou o coordenador da Cozinha Solidária, Eduardo Osório.

A decisão pela reintegração do imóvel ocorreu após uma reunião entre representantes do movimento e da superintendência de patrimônio da União. A proprietária do terreno ingressou com o pedido de retomada de posse no dia 27 de setembro. Hoje (13), quando o Oficial de Justiça chegou para cumprir a ordem, uma mobilização foi iniciada para que o fornecimento de marmitas não fosse interrompido.

“Nós ocupamos para dar uma destinação digna e reivindicar que esse terreno fosse usado para fins que conseguissem dialogar com as necessidades do entorno do bairro da Azenha”, explicou Osório.

A reintegração contou com agentes da Polícia Federal e da Brigada Militar. O novo local para o preparo e para a entrega das refeições ainda não foi definido pelos voluntários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *