Revalida deverá ser refeita por 46 médicos

O exame nacional para revalidar diplomas médicos expedidos no exterior terá que ser refeito por 46 participantes, o que representa 4% dos profissionais que fizeram a prova em novembro do ano passado.

Uma irregularidade ainda não esclarecida impossibilitou a gravação do teste em uma das salas do Hospital Universitário de Brasília, onde era realizado o exame. As gravações são parte da avaliação dos participantes e também servem para fundamentar possíveis recursos contra o resultado preliminar. O INEP foi avisado do problema e acionou a Polícia Federal para apuração dos fatos. De acordo com o Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais, os custos de reaplicação do exame para os 46 participantes serão integralmente pagos pelo Centro Brasileiro de Pesquisa, sem nenhum tipo de prejuízo para o governo. O INEP vai notificar os participantes afetados. A prova acontece no próximo dia 10 de março, em Brasília.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *