Rio Grande do Sul sofre com estiagem desde o final de 2019

O Rio Grande do Sul vem passando por período de estiagem desde novembro do ano passado. As chuvas não tem sido regulares no estado e até o momento mais de 250 municípios já decretaram situação de emergência devido a seca. Fevereiro e março foram os piores meses até agora.


A falta da chuva prejudicou agricultores em todas as regiões do estado. De acordo com a meteorologista Cátia Valente, a partir da entrada do outono no final do mês passado, as precipitações devem ser mais frequentes, apesar do pouco volume previsto.


“Este padrão de outono está começando, ou seja, as frentes frias estão começando a entrar aqui no estado, mas ainda não tem volume de chuva suficiente para repor o défict hídrico”, explicou Cátia.


De acordo com a meteorologista, já em relação a temperatura, não há previsão de um inverno rigoroso. “Mas tem expectativa que o inverno chegue e seja dentro do seu padrão. Na segunda metade do outono ou seja, as massas de ar mais frio já vão começar em maio, e depois ao longo de junho, julho e agosto que são os meses de inverno.


Essa notícia é positiva também para a saúde. Já que há um temor pelo aumento da procura por atendimentos em função das baixas temperaturas, associada ao covid-19. Aos poucos os gaúchos vão tirando os agasalhos do armário. Apesar de não ser esperado um inverno de frio intenso, ele será dentro da normalidade climática em relação a temperatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *