Sartori assinou a ordem de início das obras da Penitenciária de Sapucaia do Sul

A assinatura do início das obras da futura Penitenciária Estadual de Sapucaia do Sul ocorreu nesta quinta-feira (27), em um ato que contou com a presença do governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, junto à entrega de viaturas para aos órgãos da Segurança Pública. A obra será executada pela empresa Verdi Sistemas Construtivos e deve iniciar em 2 de janeiro. As informações são da SSP-RS (Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul).

A nova unidade será construída no bairro Colonial, em área próxima ao Zoológico de Sapucaia do Sul, e possuirá 8,8 mil metros quadrados de área construída. Ao todo, serão criadas 600 novas vagas em regime fechado – oito delas, destinadas a portadores de necessidades especiais.

Déficit carcerário

O secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, destacou o empenho da atual administração estadual no combate ao déficit carcerário. “Entre inaugurações, ampliações de unidades e projetos viabilizados, ultrapassamos a marca de oito mil vagas geradas. Isso demonstra vontade política, prioridade para o sistema prisional e gestão eficiente. Deixamos o governo com duas unidades para serem inauguradas (Bento Gonçalves e Sapucaia do Sul) e outras cinco encaminhadas: Alegrete, Passo Fundo, Caxias do Sul, Rio Grande e Guaíba”.

Este será o terceiro presídio viabilizado pelo Programa de Aproveitamento e Gestão dos Imóveis do Rio Grande do Sul. Pela permuta, a empresa Verdi Sistemas Construtivos receberá a área onde hoje se encontra o Ginásio da Brigada Militar, em Porto Alegre, avaliada em R$ 40,5 milhões, e uma série de imóveis do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (DAER).

Em troca, a empresa se comprometerá a construir a nova unidade, de acordo com o projeto aprovado pela força-tarefa composta pela Secretaria de Obras, Saneamento e Habitação (SOSH), Secretaria da Segurança Pública (SSP) e Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe). O presídio será erguido a partir da montagem de celas em monobloco GRC+CAD (concreto reforçado de alto desempenho) –, técnica que também foi utilizada no Complexo Prisional de Canoas e na Penitenciária Estadual de Porto Alegre.

Contrapartidas do Estado ao município

Uma série de medidas será adotada pelo Estado, em virtude do apoio prestado pela prefeitura de Sapucaia do Sul para a implantação do presídio no município. Entre elas, está a construção de uma nova sede para o 33º Batalhão de Polícia Militar, cuja área já está destinada pelo Estado, e a implantação de uma nova delegacia de polícia.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *