Secretaria prepara diversas ações em Porto Alegre para o mês do idoso

O início da programação para os idosos será nesta segunda-feira (01) às 14h, na Praça da Alfândega, em Porto Alegre, onde serão realizadas apresentações culturais de música, teatro, dança e poesia, além de uma mateada e a realização de exames de pressão arterial e glicose.

O evento tem o apoio do Sistema Fecomércio/Sesc. Entre os dias 1º e 31 de outubro, ocorrem ações descentralizadas e de mobilização nas diversas regiões da Capital. O objetivo é promover o protagonismo do idoso em atividades sociais, culturais e de promoção dos direitos e prevenção da violência, além de valorizar o convívio entre os idosos, o acesso à cultura, à vida social, ao esporte e a outras formas de expressão.

A programação é realizada pela SMDSE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte), por meio da Coordenadoria do Idoso, com o apoio do Conselho Municipal do Idoso, do Fundo Municipal do Idoso, do Sistema Fecomércio/Sesc e de parceiros. Em caso de chuva, as atividades de rua serão transferidas.

Legislação

A Lei nº 12.220, de 14 de fevereiro de 2017, institui outubro como mês de Proteção à Criança, ao Adolescente e ao Idoso no Município de Porto Alegre e estabelece que, no transcurso do mês serão promovidos seminários, encontros, palestras e demais eventos que tenham como tema a criança, o adolescente e o idoso, com destaque para os preceitos da Constituição Federal sobre essas três fases da vida.

População de idosos

Os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informam que até 2055 o Brasil terá mais pessoas acima dos 60 anos do que até 29 anos. O Rio Grande do Sul é o Estado com o maior número de idosos.

Porto Alegre possui 15% de sua população acima dos 60 anos. A população está envelhecendo por várias razões positivas como o constante avanço da medicina, aumento de renda, escolaridade e proporção de domicílios com saneamento adequado.

A secretária Denise Russo destaca o significado de manter o idoso integrado na sociedade. “O idoso saudável tem sua autonomia preservada. Em termos de políticas públicas, há a preocupação com a sua qualidade de vida. Idosos são atendidos durante o ano todo, na área de promoção à saúde, atividade física, esporte, recreação e lazer. Na Proteção Social Básica, temos o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Idosos em situação de vulnerabilidade social. Em termos de reinserção ou manutenção no mercado de trabalho, também há um olhar especial do Sine. Ainda há mais a fazer, mas Porto Alegre cuida de seus idosos”, enfatizou.

No setor de transporte, Porto Alegre foi uma das primeiras capitais brasileiras a adotar a política de transporte coletivo gratuito para idosos (a partir de 65 anos e 60 para os de baixa renda) e da reserva de assentos especiais nos coletivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *