Seleção feminina tem recepção calorosa na volta ao Brasil após eliminação na Copa do Mundo

“Eu torço por todas”, “Valorize o futebol feminino”, “Foi um prazer ver vocês jogar”! Nesta manhã (25), a maior parte da delegação da seleção brasileira feminina desembarcou no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. Apenas Marta, Camila, Thaísa, que foram diretamente para os Estados Unidos e Bia Zaneratto e Luana, que foram para Coreia do Sul, não estavam presentes. Centenas de torcedores receberam as atletas com gritos e cartazes de incentivo após a eliminação para França pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

Ao aparecerem no saguão do aeroporto, as atletas ainda receberam medalhas simbólicas das fãs ao som da música que marcou esta edição do Mundial. “Qual é? Qual é? Futebol não é pra mulher. Eu vou mostrar pra você, Mané. Bota a bola no meu pé.” A atacante Cristiane, que saiu da última partida sentindo uma das pernas, afirmou a emoção que sentiu e garantiu que esta foi sua última Copa. “Nunca vi algo assim, nem quando ganhamos medalha. Mesmo que leve um tempo para a renovação da seleção, a gente precisa de um trabalho a longo prazo. Temos que ter uma continuidade do trabalho na seleção. Neste ano foi minha última Copa”. Já Ludmilla, atleta jovem que atuou neste mundial, comentou sobre a gratidão de receber todo esse carinho.

O técnico Vadão, que também chegou com a delegação, fez uma análise positiva da campanha da seleção feminina apesar da eliminação. “A Copa é uma competição que depois que você passa da primeira fase é um jogo só. E a gente acabou perdendo para a França. Tivemos a chance de vencer. Depois, infelizmente tomamos um gol de bola parada. O resultado técnico dentro do campo foi bom. O resultado, acho que foi ruim”, afirmou o treinador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *