Utilização de mercados automatizados cresce em condomínios da capital gaúcha

Mesmo antes da pandemia do novo coronavírus, uma novidade vinha ganhando espaço na capital gaúcha: o mercado autônomo. O formato tem sido adotado por condomínios de Porto Alegre. E com o avanço da pandemia, o empreendimento ganhou ainda mais força, levando praticidade e conforto aos seus moradores.

Tendência nos Estados Unidos e na Europa, os mercados autônomos desembarcaram em Porto Alegre em 2020. A prática coincide com as atuais demandas sociais, permitindo ao consumidor fazer compras sem precisar sair do condomínio.

Com funcionamento durante às 24 horas do dia, Michele, proprietária do estabelecimento, investiu no seguimento que não conta com funcionários no local. A intenção do negócio é dar ao condômino à facilidade de ter os produtos de forma rápida e segura.

“No auge da pandemia nós tínhamos clientes que faziam compras de madrugada, um horário onde não tem ninguém fazendo compras, então tu conseguia identificar os itens que não eram para consumir de imediato, e também tivemos um aumento na procura dos condomínios querendo ter essa comodidade, querendo ter essa facilidade no seu condomínio também”, revelou Michele.

Para concretizar a parceria, o síndico de um condomínio daqui da capital gaúcha precisou conversar com a categoria que toma conta do serviço na cidade. Segundo ele, a implementação do empreendimento tem gerado boas reações por parte dos consumidores.

“Pessoal tem aceitado bastante, diariamente me elogiam, me mandam parabéns. Além disso, valoriza muito o imóvel. A dica é essa, faça primeiro uma enquete, explique como vai ser, o pessoal vai ter um tempo para entender, para assimilar, antes de levar para uma assembleia”, explicou o síndico Leandro Garcia.

A tecnologia se desenvolve, facilitando a vida da sociedade. Agora, não faltará mais aquele produto no café da manhã ou aquele sorvete para comer na madrugada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *