Domingo, 21 de abril de 2024

87% das instituições de ensino superior no Brasil são privadas

A oferta de vagas em cursos de graduação em ensino à distância (EAD) cresceu de 2020 a 2021, enquanto a oferta na modalidade presencial, no mesmo período, teve uma queda, segundo resultados do Censo da Educação Superior 2021. O levantamento foi divulgado nesta sexta-feira (04) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O censo mostra que as vagas em cursos de graduação EAD tiveram um aumento de 23,8%. Em comparação, as vagas oferecidas em cursos de graduação presenciais caíram 2,8%. Com isso, em 2021, as matrículas em cursos de graduação EAD já eram 41,4% do total.

Os dados foram apresentados pelo presidente do Inep, Carlos Eduardo Moreno Sampaio, e pelo secretário da Educação Superior, Wagner Vilas Boas, em uma coletiva de impresa.

Veja alguns números do Censo:

  • 87,6% das instituições de educação superior são privadas;
  • Havia 2.574 Instituições de Educação Superior no Brasil em 2021, das quais 76,9% eram faculdades;
  • Em 2021, 43.085 cursos de graduação e 17 cursos sequenciais eram ofertados em 2.574 IES no Brasil;
  • O típico docente da rede pública possui doutorado. O mestrado é o grau de formação mais frequente na rede privada;
  • O típico aluno de cursos de graduação presencial e a distância cursa o grau acadêmico de bacharelado;
  • Em 2021, foram oferecidas mais de 22,6 milhões de vagas em cursos de graduação, sendo 74,5% vagas novas e 25,2% vagas remanescentes;
  • Desse total, mais de 21.859.441 vagas foram ofertadas pela rede privada. Nas instituições públicas, 827.045 vagas;
  • Em 2021, havia 8.986.554 alunos matriculados no ensino superior.
  • Em 2021, 41,4% das matrículas em cursos de graduação eram EAD.

“Isso é tão importante para lançar luz sobre as políticas em andamento e para novas políticas serem criadas a partir daquilo que se revela quando se faz esse acompanhamento anual que o Inep faz. [Isso permite saber] o que está acontecendo, que movimentos estão acontecendo ao longo dos anos com a Educação Superior em vários níveis”, avalia Mário Luiz Rabelo, secretário da Educação Básica.

Dados do Censo de 2020

O Censo de Educação Superior de 2020, divulgado com atraso em fevereiro deste ano por conta da pandemia, mostraram que, pela primeira vez na história, os cursos de graduação à distância no Brasil receberam mais alunos novos do que os presenciais, tanto na rede pública quanto na privada.

Segundo o balanço de 2020, dos mais de 3,7 milhões de ingressantes no ensino superior naquele ano, 53,4% optaram pela modalidade à distância, enquanto 46,6% escolheram cursos presenciais (que só adotaram atividades remotas de forma provisória, por causa da pandemia).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de educação

Professor de história que elogiou nazismo é afastado de escola em Santa Catarina
Dólar tem queda de 4,5% na primeira semana após a eleição e vai aos R$ 5,05
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play