Sábado, 13 de abril de 2024

Adolescente atendido pela Fundação de Atendimento Socioeducativo no Rio Grande do Sul conquista vaga em universidade federal

Um adolescente atendido pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) segue apostando no poder transformador da educação após concluir o Ensino Médio. Contemplado pelas políticas públicas destinadas à escolarização durante o cumprimento da medida socioeducativa, ele deve iniciar uma nova etapa em direção à ressocialização. O socioeducando, de 18 anos, foi aprovado na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

O Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) foi o passaporte do jovem para o Ensino Superior. Com o resultado da prova, realizada em dezembro de 2023, ele foi inscrito no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e conseguiu garantir vaga em um curso de graduação (o curso não será divulgado para preservar a identidade do adolescente).

O socioeducando começou a cursar o Ensino Médio quando já estava na Fase e concluiu a etapa por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para pessoas Privadas de Liberdade (Encceja PPL). A prova é utilizada para obtenção de certificados de escolaridade.

“Nunca pensei que conseguiria chegar à faculdade. Agora é o início de uma nova etapa, que muda completamente minha rota de vida. Tenho novas ideias para meu futuro, ainda mais sendo uma universidade federal, onde é muito difícil conseguir vaga”, comemora o jovem. Atendido pelo Centro de Atendimento Socioeducativo Regional de Novo Hamburgo (Case NH), ele já tem planos profissionais para o futuro. “Espero que minha vida melhore depois de formado. Pretendo fazer novos cursos na área e também passar num concurso público”, destaca.

Para transformar o sonho de ingressar na universidade em realidade, o socioeducando recebeu acompanhamento de toda equipe do Case NH e dos profissionais que atuam na Escola Estadual de Ensino Médio Bento Gonçalves, anexa à unidade socioeducativa, no Vale do Sinos.

De acordo com a pedagoga da unidade, Liana Lemos, o jovem sempre teve grande envolvimento nas atividades pedagógicas propostas pela Fundação. Participou de concursos literários promovidos pela Fase, pelo Case e pela prefeitura de Novo Hamburgo. “Ele sempre demonstrou muito interesse pelos estudos e pela leitura. Na área da profissionalização, fez o curso de culinária e, atualmente, cursava o de ocupações administrativas”, conta Liana.

Nos próximos dias, o jovem terá uma audiência com possibilidade de progredir de medida. Se ocorrer, será transferido para a unidade em semiliberdade de Santa Maria, na Região Central do Estado, município onde poderá iniciar a trajetória acadêmica.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de boas noticias

Alunos da Educação Infantil voltam às aulas em Porto Alegre
Rio Grande do Sul registra queda no número de casos de raiva herbívora em 2023
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play