Sábado, 20 de julho de 2024

Advogado de Bolsonaro diz que avaliará declaração de Lula comparando o ex-presidente a Hitler e Mussolini

O advogado de Jair Bolsonaro (PL), João Henrique Nascimento de Freitas, afirmou que irá analisar a declaração dada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comparando o ex-presidente ao nazista Adolf Hitler e aos fascista Benito Mussolini. O defensor ressaltou que integrantes do governo Lula “estão errando na dose”.

“Alguns integrantes do governo estão errando na dose, excedendo o limite. A gente defende o direito à liberdade de expressão, mas a liberdade não dá o direito de injuriar alguém. Estamos percebendo excesso de limite e, se houver excesso, essas pessoas têm que ser responsabilizadas. A democracia não é feita só de direito, mas de deveres também. Caluniar, difamar e injuriar fogem da regra. Vamos avaliar a declaração”, destacou João Henrique após uma entrevista do petista à CNN, na quinta-feira (16).

Durante a entrevista, Lula afirmou que, quando se nega a política, surge o autoritarismo. “Nunca se negou tanto a política como se negou nesses últimos 15 anos. E, quando você nega a política, o resultado é esse: Bolsonaro, Hitler, Mussolini. Quando se nega a política, o resultado é esse. Exatamente, o surgimento do autoritarismo. Foi assim que o Hitler cresceu, foi assim que o fascismo surgiu no mundo. E foi assim que o Bolsonaro…”, disse Lula.

Questionado sobre a declaração do petista, que está na Flórida, nos Estados Unidos, afirmou que não assistiu à entrevista dada pelo seu sucessor na Presidência da República.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Secretaria da Saúde autoriza o início da aplicação da vacina bivalente contra covid para todos os gaúchos a partir dos 70 anos
Parcela de fevereiro do Bolsa Família é paga aos beneficiários com Número de Inscrição Social com final 5
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play