Terça-feira, 23 de julho de 2024

Agosto Dourado: unidades de saúde de Porto Alegre orientam mães e gestantes

A campanha Agosto Dourado reforça que o leite materno concentra todos os nutrientes essenciais para o crescimento e desenvolvimento do bebê e garante que ele receba os anticorpos da mãe para proteção contra diversas doenças, como diarreia, infecções e problemas respiratórios.

Como forma de reforçar essas informações, profissionais das unidades de saúde de Porto Alegre aproveitam para enfatizar ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno.

Na Unidade de Saúde (US) Santa Marta, mães de crianças até seis meses e gestantes foram convidadas para uma confraternização com o sorteio de kits de cuidados com o recém-nascido, contendo fraldas e produtos de higiene. A programação contou com revisão da carteira vacinal, espaço para tirar dúvidas, orientações de amamentação e troca de informações.

Madelin Males, 21 anos, é mãe da Íris, com apenas dois meses de vida. Nos primeiros dias da amamentação, ela teve mastite, uma inflamação aguda dos tecidos da mama, que pode vir ou não acompanhada de infecção bacteriana. O problema dificultou o aleitamento da bebê.

A jovem conseguiu ajuda e orientações no Banco de Leite do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas e na Unidade de Saúde Santa Marta.

“Aprendi que a pega correta é muito importante para que a bebê possa sugar e não machucar a mama”, conta.

A enfermeira Camila Rocha, da US Santa Marta, é tutora da Estratégia Amamenta Alimenta Brasil, iniciativa do Ministério da Saúde junto aos municípios.

Rocha explica que as mães precisam ter uma boa rede de apoio para ajudar, porque a amamentação inicialmente é difícil. “Dúvidas são comuns nesse momento, mas o apoio de familiares e profissionais na unidade de saúde é essencial para o sucesso da amamentação”, avalia.

Para ter uma boa pega, o bebê precisa envolver toda a aréola e não só o bico do seio e deve estar posicionado pele a pele, barriga com barriga.

“Quanto mais a mãe oferecer o leite, mais ela vai produzir e mais a criança vai absorver”, explica.

Às vezes, as mães produzem mais do que a criança precisa. Nesses casos, é importante ordenhar e armazenar o leite na geladeira. Caso tenha qualquer dificuldade ou dor, a orientação é procurar a unidade de saúde.

Doação de leite humano

Mulheres que estão amamentando e possuem excesso diário de leite (mínimo em torno de 50ml) são clinicamente saudáveis e residentes em Porto Alegre podem fazer doação de leite humano no Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (HMIPV).

Contato com a equipe do hospital pode ser feito pelo telefone 3289-3334 ou e-mail bancodeleite@hmipv.prefpoa.com.br.

As doações são essenciais para o desenvolvimento de bebês prematuros que estão internados na UTI neonatal e cujas mães ainda não conseguem produzir o próprio leite.

Onde doar:
Hospital Materno Infantil Presidente Vargas – Banco de Leite Humano
Avenida Independência, 661/6º andar
Informações: telefone 3289-3334 ou e-mail bancodeleite@hmipv.prefpoa.com.br

Hospitais vinculados como postos de coleta de leite humano ao banco de leite do HMIPV:
Hospital Mãe de Deus
Hospital Moinhos de Vento
Hospital Divina Providência

Agosto Dourado

O Agosto Dourado foi criado para enfatizar ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. No dia 1º de agosto se comemora o Dia Mundial da Amamentação, destacando a importância do leite materno como o principal e mais completo tipo de alimentação para os bebês, considerado “padrão ouro”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Supremo proíbe remoção de pessoas em situação de rua no Brasil
Veja como será a vacinação contra Covid-19 e gripe nesta terça-feira em Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play