Terça-feira, 05 de julho de 2022

loader

Alberto Fernández é eleito presidente da Argentina no primeiro turno

Quatro anos depois, o kirchnerismo está de volta ao poder na Argentina. Em meio a uma grave crise econômica que afeta a população e atingiu em cheio o atual presidente do país, Mauricio Macri, a eleição de domingo (27) coroou a estratégia da ex-presidente Cristina Kirchner, que surpreendeu ao decidir se candidatar a vice em uma chapa liderada por Alberto Fernández.

O opositor conquistou mais de 48% dos votos contra 40% de Macri. Na Argentina, é necessário obter índice superior a 45% para ser eleito em primeiro turno – ou votação acima de 40% desde que com uma diferença de 10 pontos percentuais para o segundo colocado.

Ainda que não tenha sido necessário o segundo turno, a margem entre Fernández e Macri surpreendeu, uma vez que as pesquisas chegaram a indicar 20% de distância, o que seria uma tremenda lavada.

Os kirchneristas também obtiveram outras vitórias, como a conquista do governo da Província de Buenos Aires, que sai das mãos da macrista María Eugenia Vidal e foi para o comando do ex-ministro da Economia Axel Kicillof.

Em discurso conciliador na noite de domingo, Macri reconheceu a derrota nas eleições e prometeu fazer uma transição organizada para o governo do próximo presidente.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Atualidades Pampa

Bolsonaro lamenta o resultado das eleições na Argentina e diz que não parabenizará Alberto Fernández
Luis Lacalle Pou e Daniel Martínez disputarão o segundo turno das eleições no Uruguai
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play