Domingo, 21 de abril de 2024

Alvo da Seleção Brasileira, Zidane é especulado em quatro clubes europeus

Sem emprego desde 2021, Zinedine Zidane cogita a ideia de trabalhar em quatro clubes na próxima temporada: Juventus, Paris Saint-Germain (PSG), Bayern de Munique e Real Madrid, embora esta opção seja mais remota, segundo a “RMC Sports”. O treinador é um dos nomes na mira da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para comandar a Seleção Brasileira após a saída de Tite.

Nos últimos meses, Zidane recusou diversas propostas com o sonho de comandar a França. No entanto, os vice-campeões do mundo renovaram o contrato de Didier Deschamps até o fim da Copa do Mundo 2026. Com isso, o tricampeão da Champions League precisa decidir seu futuro em um outro lugar.

Embora o PSG esteja na liderança do Campeonato Francês, apesar da diferença de apenas três pontos para o Lens, Christophe Galtier enfrenta um vestiário turbulento desde o início da temporada. O futuro do treinador deve passar muito pelo desempenho de sua equipe na Champions League.

A Juventus é um clube pelo qual Zidane possui muito carinho pelo período em que atuou com a camisa bianconeri como jogador. A Velha Senhora atravessa um momento esportivo complicado, principalmente após a perda de 15 pontos no Campeonato Italiano e o francês prefere aguardar para ver se os italianos irão disputar uma competição europeia na próxima temporada ou não.

O Bayern de Munique também é muito respeitado por Zidane, principalmente por ter servido como uma espécie de estágio para o treinador quando ainda estava em formação, em 2015. No entanto, o idioma é o maior obstáculo para o francês. Por outro lado, o Real Madrid não está descartado, embora seu retorno seja complicado após a saída em 2021.

Treinador

Sua carreira como treinador iniciou em 2013, quando foi auxiliar técnico de Carlo Ancelotti no Real Madrid. Após conquistar o título da Copa do Rei e da Liga dos Campeões da UEFA no cargo, Zidane foi anunciado como novo técnico do Real Madrid Castilla, o time B dos Merengues, em 2014.

Dois anos depois, após a demissão de Rafa Benítez, foi promovido à comandante da equipe principal do Real. Com a equipe, o francês conquistou a Liga dos Campeões em dois anos consecutivos (2016 e 2017) e a Supercopa da UEFA no mesmo período. Ganhou também dois Mundial de Clubes da Fifa.

Zidane deixou o clube espanhol em 2018, mas retornou em março de 2019. Em 2021, anunciou sua saída um ano antes do fim do seu contrato.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

A diplomacia sob o governo Lula terá de se adaptar a um novo mundo, mais hostil
Em São Paulo, mortes cometidas por policiais caem 61% menos que há 2 anos, após uso de câmeras na farda
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play