Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Amazon confirma demissões nas áreas de dispositivo e serviço

A Amazon disse que está demitindo funcionários de suas divisões de dispositivos e serviços — o número não foi revelado. A notícia vem depois de rumores recentes que anunciavam cortes de cerca de 10 mil empregos, o que representa 3% de sua força de trabalho.

Recentemente, outras gigantes da tecnologia também anunciaram demissão em massa. Após formalizar a compra do Twitter, o bilionário Elon Musk cortou 50% do time. A Meta, dona do Facebook, do Instagram e do WhatsApp, demitiu mais de 11 mil pessoas na semana passada.

O executivo da divisão de dispositivos da Amazon, Dave Limp, disse que notificou os funcionários sobre os cortes na última terça-feira (15).

Assim como a Meta, a Amazon culpou a desaceleração macroeconômica. “Continuamos a enfrentar um ambiente macroeconômico incomum e incerto. Diante disso, trabalhamos nos últimos meses para priorizar o que é mais importante para nossos clientes e negócios”, afirmou Limp.

“Uma das consequências dessas decisões é que algumas funções não serão mais necessárias. É doloroso ter que dar esta notícia”, acrescentou.
Especialistas do mercado de tecnologia afirmam que, no auge da pandemia — quando muitas pessoas dependiam do celular e de notebooks para estudar, trabalhar e até manter um mínimo de vida social — as empresas de tecnologia experimentaram um crescimento que não é sustentável agora.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Ao chegar em casa após uma festa, homem percebe o prédio torto e acaba salvando vizinhos de desabamento
Fernando Campana: conheça o legado de um dos designers e arquitetos brasileiros, que morreu aos 61 anos
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play