Segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Ansiedade: ovo, a cúrcuma e as frutas cítricas têm propriedades específicas que atuam no bem-estar, relaxamento e no bom funcionamento do sistema nervoso

Há quem diga que a ansiedade é o mal do século. Após a pandemia de coronavírus, não restou dúvidas. O avanço das medidas restritivas para conter o avanço do vírus, o luto por milhões de vidas perdidas, o isolamento social e o trabalho home office, ajudaram a aumentar o estresse, a ansiedade e a depressão. São milhões de pessoas diagnosticadas com a doença ao redor do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde, em 2019, 18,6 milhões de brasileiros, quase 10% da população, conviviam com o transtorno. O maior número de pessoas com a doença em um país no mundo.

Um estudo mais recente feito pela Universidade de São Paulo (USP), em 2021, confirmou que, em uma lista de 11 países, o Brasil lidera com mais casos de ansiedade com quase 65% dos entrevistados. A frente de países como Estados Unidos e Irlanda.

Outra pesquisa desenvolvida em conjunto pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) fez a mesma constatação. De acordo com os pesquisadores, 40,4% dos brasileiros participantes do estudo se sentiam frequentemente tristes ou deprimidos, e 50,6% relataram estar constantemente ansiosos ou nervosos durante a pandemia.

Segundo estudos feitos pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, entretanto, uma das principais medidas para conter e driblar o mal do século começa em casa, mais precisamente na mesa com alguns alimentos. Confira quais são.

Ovo

Pesquisas também apontam o ovo como um dos principais alimentos para o combate da ansiedade. Isso porque ele carrega o triptofano, aminoácido responsável pela produção de serotonina, popularmente conhecido como o hormônio do prazer. Para que possamos manter níveis adequados de vitaminas no organismo, é recomendado o consumo de, pelo menos, dois ovos por semana.

Além disso, o ovo é considerado um superalimento por conter praticamente todos os nutrientes necessários à saúde. Nele encontramos vitaminas do complexo B e D, que tem sua carência associada a transtornos de humor. E ainda encontramos colina, uma espécie de vitamina que ajuda a produzir acetilcolina, neurotransmissor responsável em promover saúde cerebral.

Banana

A fruta mais popular do Brasil é rica em triptofano e potássio o que também ajuda no combate a ansiedade e depressão. Além disso ela é rica em vitamina B6, o que facilita a síntese de serotonina. Já o magnésio da fruta promove o relaxamento. É indicado que se coma pelo menos uma por dia entre as refeições principais ou no café da manhã.

Peixes gordurosos

Outros exemplos são peixes gordurosos como o salmão, a sardinha e a truta que são ricos em ômega-3. Esse tipo de gordura ajuda no aumento de produção de resolvinas e auxilia na redução da quantidade de citocinas, o que promove uma melhor comunicação entre neurônios e mantém áreas do cérebro, como o hipocampo, bem preservadas.

Frutas cítricas

Pessoas que sofrem de ansiedade perdem vitaminas e minerais com muita facilidade, por isso existe a necessidade constante de repor esses nutrientes. O consumo de frutas cítricas, como a laranja, limão e a tangerina, ajudam a promover o bom funcionamento do sistema nervoso, visto que a vitamina C auxilia na produção de serotonina, aumentando, assim, a sensação de bem-estar e evitando a fadiga.

Nozes, amêndoas e castanhas-do-pará

Elas fazem parte da turma de oleaginosas. São alimentos ricos em magnésio, vitaminas do complexo B e triptofano, que contribuem para minimizar o estresse, combater a depressão e ainda induzem ao sono. Entretanto, por conter gordura, mesmo que seja considerada a “boa”, deve ser consumida com moderação. Uma porção com um mix de cada uma é o suficiente por dia.

Alface

Claro que na mesa não poderia faltar folhas verde. E o alface tem em sua constituição uma propriedade calmante que é a lactucina, concentrada, principalmente, no talo. A verdura deve estar no cardápio diariamente, em quantidade equivalente a um prato (sobremesa) por refeição. Também é possível fazer chá das folhas de alface, priorizando o talo no preparo da infusão. Essa folha, em combinação com outras frutas e sementes apresentados até aqui, são um exército perfeito para combater a ansiedade.

Aveia

Assim como na banana e no abacate, a aveia, também apresenta magnésio, que ajuda a promover o relaxamento. Contém vitaminas do complexo B que ajudam a modular a química cerebral e favorecem a síntese de serotonina, neurotransmissor responsável pelo bem-estar, além da participação forte de fibras que auxilia no bom funcionamento intestinal.

Apesar dos alimentos ajudarem a combater e precaver a doença, é necessário e importante sempre procurar o auxílio de um médico para um diagnóstico preciso.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Objeto encontrado em Marte com formato de macarrão intriga Nasa
Sintomas de covid que persistem após cura de infecção devem ser monitorados
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play