Domingo, 16 de junho de 2024

Após apresentar instabilidade no 1º dia de consultas a restituição do Imposto de Renda, site da Receita Federal volta a funcionar

O site da Receita Federal voltou a funcionar normalmente na tarde dessa quarta-feira (24) após apresentar instabilidades durante toda a manhã devido ao grande número de acessos de contribuintes para consultar se estão no primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2023.

As reclamações sobre os problemas no portal começaram por volta das 10h, segundo o site DownDetector, o mesmo horário em que a Receita Federal liberou a consulta aos valores que serão recebidos pelos contribuintes no lote. À tarde, já era possível acessar o site sem dificuldade.

Pela manhã, ao inserir as informações pessoais para a consulta, o site da Receita Federal apresentava uma mensagem de erro. Alguns usuários, inclusive, sequer conseguiam chegar a esta etapa do processo devido ao grande volume de acessos ao portal.

Segundo a Receita Federal, serão pagos R$ 7,5 bilhões a mais de 4,1 milhões de contribuintes no dia 31 de maio, o maior valor da história, segundo a Receita Federal.

O primeiro lote inclui contribuintes que têm prioridade por lei – ou que entregaram a declaração até 10 de maio. Também serão contempladas pessoas que utilizaram a declaração pré-preenchida ou que optaram por receber a restituição via Pix.

O prazo máximo para envio da declaração de Imposto de Renda neste ano é 31 de maio.

Consulta

O contribuinte deve seguir os seguintes passos para realizar a consulta:

  • Acessar a página da Receita Federal;
  • Em seguida, clicar em “Meu Imposto de Renda”;
  • Na sequência, escolher a opção “Consultar a Restituição”.
  • A página da Receita Federal apresenta uma consulta simplificada e uma completa da situação da declaração, por meio do extrato de processamento, acessado no e-CAC. Em caso de pendência, o contribuinte pode retificar as informações.

A consulta também pode ser feita pelo aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível para os sistemas Android e iOS em dispositivos móveis.

Malha-fina

Os declarantes precisam ter atenção nas informações prestadas para evitar cair na malha fina e ter problemas com a Receita Federal. Rendimentos de dependentes, gastos não dedutíveis de saúde e educação e omissões na declaração do patrimônio são alguns dos erros mais comuns dos contribuintes.

A Receita aconselha os contribuintes incluídos na malha-fina a conferir o extrato, para verificar a pendência e retificar a declaração.

O extrato pode ser conferido no Centro de Atendimento Virtual (e-CAC) da Receita Federal. Para ter acesso ao site, o contribuinte deve informar ou o certificado digital (caso tenha um), ou o login no Portal Gov.br ou digitar número do CPF/CNPJ, o código de acesso e a senha.

Ao entrar no e-CAC, o contribuinte deve clicar no link “Meu Imposto de Renda”, no lado esquerdo da tela. Em seguida, aparece uma linha do tempo com as últimas declarações entregues. Basta verificar a declaração de 2022 para conferir se o documento caiu na malha fina e o motivo da pendência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

A proibição de voos domésticos de curta duração entrou em vigor na França para trajetos que podem ser feitos por trem com menos de 2h30 de viagem e várias vezes ao dia
Aposentadoria? Demissão? Entenda o que pode acontecer com o gaúcho Eduardo Appio, juiz da Operação Lava-Jato afastado pela Justiça Federal em Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play