Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

loader

Aproveitar as ofertas da Black Friday exige atenção e planejamento

Faltam pouco dias para a chegada da data oficial da Black Friday, mas algumas redes já estão ofertando diversas promoções, desde o início de novembro. A última sexta-feira do mês é marcada por ser um dia de grandes descontos e promoções de produtos em geral. Entretanto, com o passar dos anos, a desconfiança da população tem aumentado, principalmente pelo aumento no registro de golpes, além da prática de preços abusivos nas semanas que antecedem a Black Friday.

O Instituto Reclame Aqui realizou uma pesquisa que comprova esse sentimento dos consumidores. O levantamento apontou que 79,5% dos entrevistados não pretendem realizar compras na Black Friday de 2021. O motivo mais apontado pelos entrevistados foi o fato de “não existirem promoções de verdade”, citado por 6 em cada 10 pessoas.

Para o advogado e professor universitário, João Paulo Forster, começar a pesquisar os preços dos produtos que deseja consumir antes da data marcada para as promoções é uma maneira efetiva de se proteger. “Dessa forma, é possível saber o que realmente está em promoção e o que está sendo mascarado por aumentos abusivos nos dias anteriores. Também é necessário comparar preços entre lojas diferentes, gastar um tempo com isso. Na internet, alguns sites ou até mesmo aplicativos se encarregam de fazer essas comparações, o que fica ainda mais fácil”, comenta Forster.

Segundo o advogado é possível aproveitar boas oportunidades, mas é necessário muita atenção para não cair em golpes.“Confira a URL do site visitado. Alguns golpistas utilizam nomes de redes conhecidas, com uma pequena modificação, a fim de enganar os consumidores que acessam o link”, explica o advogado.

Outro alerta são para os pagamentos on-line via PIX. “A ferramenta PIX completou um ano de uso no Brasil. Apesar de algumas facilidades, nesse momento pode não ser uma boa alternativa. Muitos golpistas podem se aproveitar do método de pagamento, uma vez que a transação não pode ser cancelada”. Caso vá utilizar um cartão de crédito para pagamento, prefira as opções de cartões virtuais, que são mais difíceis de serem clonados. Atenção também para e-mails, mensagens de SMS e anúncios em redes sociais: “não clique em links duvidosos”, pontua Forster. Desconfie se uma loja só aceitar o pagamento em cartão à vista, prometendo a entrega do produto para mais de 30 dias. “Será muito tarde para cancelar a compra quando o consumidor perceber que o produto jamais será entregue”, conclui.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

Porto de Arroio do Sal é pauta de reunião entre o senador Luis Carlos Heinze e empresários gaúchos
Grupo de Danças Kadima retorna aos palcos nesta quinta-feira
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play