Terça-feira, 25 de junho de 2024

Assustado, ex-assessor de Renan Bolsonaro contrata segurança: “recebi ameaças”

O ex-assessor de Jair Renan Bolsonaro, Diego Pupe, que afirmou publicamente ter tido um relacionamento com o filho do ex-presidente, vem denunciando ameaças após ter falado sobre o assunto.

Pupe afirmou em entrevista que contratou seguranças que atuam 24 horas, trocou de celular e passou a andar em carro blindado. Ele contou que chegou a registrar ocorrências na Polícia Civil.

“Fique ciente de uma coisa, eu faço qualquer coisa para defender o Renan. Jamais vou deixar alguém prejudicar ele, inclusive você” e “Recado tá dado. Renan já sofreu demais com sanguessugas ao redor dele, foi ingênuo muitas vezes, porém hoje tem alguém que defendê-lo de qualquer coisa”, diziam algumas das mensagens recebidas por pelo ex-assessor.

Pupe afirmou que tornou a relação com Jair Renan pública após as investigações da operação “Falso Coach”, que prendeu Maciel Alves de Carvalho, sócio do filho do ex-presidente, pelos crimes de posse, porte e comércio ilegal de armas mediante documentação falsa. Segundo ele, a polícia estaria investigando quem teve contato com o filho do ex-presidente e por isso decidiu revelar o relacionamento.

Relacionamento

“Eu morava na mesma casa que ele. Fiquei morando lá por quase 1 ano. A mãe dele não sabia do nosso caso e eu não sei qual desculpa ele deu pra manter a minha presença lá. Não falávamos sobre esse assunto”, contou Diego Pupe quando revelou o relacionamento em setembro deste ano, junto com a divulgação de trocas de mensagens entre eles.

Em entrevista para o colunista Leo Dias, Jair Renan sugeriu que a troca de mensagens teria sido manipulada e que seu celular não tinha senha, por isso Diego pode ter escrito para ele mesmo no aparelho.

“É uma fake news. Ele era meu amigo, começou a andar comigo no final de novembro de 2021 para começo de dezembro de 2021. E acabou meio que a amizade, essa parceria que a gente fazia de mídia social, até final de junho de 2022. Era meu amigo, não tenho essa questão de preconceito nem nada, é ser humano. Se você for ou não for [gay], problema seu. Eu não tenho essa questão de me meter na sua vida pessoal”, afirmou Jair Renan.

O colunista então apresentou um print de uma conversa entre Renan e Diego, lavrado em cartório e com veracidade confirmada. Nas mensagens, Jair Renan escreveu: “Eu te amo, cara. Mas não termina comigo por conta disso. Já não quer transar comigo, agora vem querer terminar, porr*? A Vivian tá dormindo, vamos dar uma rapidinha antes de a minha mãe acordar. Vem aqui no meu quarto! Para de show, por favor”.

Sobre o conteúdo das mensagens, Renan alegou que Diego teria usado seu celular para enviar as mensagens a si mesmo. “Nesse dia específico, eu estava bebendo, tomei um porre, me deram um banho. Me deram o banho e em seguida me jogaram na cama, e foi ali que eu dormi. Não sei. Provavelmente pegou o meu telefone, não tinha senha, fez o que fez, mandou a mensagem. No dia seguinte, meu telefone não tinha essas mensagens.”

Culpa do PT

Jair Renan ainda levantou a possibilidade de envolvimento do PT na história. “Ele era meu amigo. Não sei por que ele está fazendo isso tudo, se é por conta de like, de ficar famoso ou algo do tipo. Porque tem um áudio que ele mandou para um conhecido meu em que ele fala que trabalha atualmente no governo Lula. Talvez esteja fazendo isso a mando do outro lado, direita e esquerda, o Brasil inteiro sabe o que está acontecendo.”

O filho de Bolsonaro ainda reforçou: “Eu sou hétero, eu gosto de mulher. Eu sabia que ele era bi, vi ele ficando com mulher, não tenho problema nenhum”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Mudança de comportamento de Michelle Bolsonaro chama atenção no Partido Liberal
Tribunal Superior Eleitoral interrompe julgamento de Bolsonaro por abuso de poder nas eleições; análise será retomada no dia 17
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play