Segunda-feira, 22 de abril de 2024

Atos em Brasília: homem que furtou bola autografada pelo Neymar foi ouvido e liberado pela polícia

O homem que entregou a bola autografada por Neymar furtada em Brasília durante ataque aos Três Poderes, no início do mês, foi ouvido na delegacia da Polícia Federal em Sorocaba (SP) e liberado.

O homem confessou à Polícia Militar de Sorocaba, durante patrulhamento da equipe pela Vila Jardini, que furtou a bola no dia 8 de janeiro. Ele, juntamente com a bola, foi levado à delegacia para prestar depoimento. Apesar de ser liberado, o suspeito pode responder por roubo, informou a PF.

O suspeito ficou em posse da bola por 20 dias, quando a entregou aos policiais militares no sábado (28).

A Polícia Federal em Sorocaba informou que a bola foi lacrada e deve passar por perícia. O objeto será encaminhado pra unidade de Brasília, onde é feita a investigação da invasão aos prédios dos Três Poderes, em Brasília.

Conforme a Polícia Militar, o homem confirmou que participou nos atos contra os Três Poderes e também disse que furtou a bola que estava em exposição. Quando os agentes de segurança chegaram para conter a invasão na Câmara, ele contou que fugiu do local e voltou para Sorocaba com o objeto.

A bola foi um presente da delegação de jogadores do Santos Futebol Clube ao deputado Marco Maia, que foi presidente da Câmara dos Deputados, em 10 de abril de 2012, por ocasião da sessão solene em comemoração ao centenário do clube.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Defesa de Daniel Alves entrega recurso e acredita que jogador deve deixar prisão dentro de um mês
Ministro da Justiça registra ocorrência após ser chamado de “ladrão” em edifício no Distrito Federal
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play