Terça-feira, 25 de junho de 2024

Boletim indica manutenção da vigilância sobre covid e outros vírus respiratórios em Porto Alegre

A secretaria municipal de Porto Alegre publicou nesta quinta-feira (25), a última edição do Boletim Epidemiológico da covid-19.

O boletim traz os dados de todo o período de vigência da emergência. De 23 de março de 2020 até 19 de maio de 2023, foram notificados 333.099 casos confirmados de Covid-19 entre residentes de Porto Alegre, com 6.668 óbitos registrados nos sistemas oficiais.

Dados referentes à doença ou a outros agravos respiratórios passarão a ser disponibilizados em boletins epidemiológicos de vírus respiratórios, de maneira sazonal.

Óbitos

A maioria ocorreu nas faixas etárias mais avançadas e em pacientes com doenças prévias ou fatores de risco. Em relação ao total do número de óbitos notificados, 92% possuíam algum tipo de comorbidade, sendo que as mais frequentes foram as cardiopatias (3.436) e a diabetes mellitus (2.265). A faixa etária mais acometida foi a dos 70 aos 79 anos.

A diretora da Vigilância em Saúde municipal, Fernanda Fernandes, destaca o trecho do boletim sobre a manutenção da vigilância sobre a Covid-19 e demais vírus respiratórios.

“O agravo passa a ser considerado estabelecido em nosso meio, de permanente interesse em saúde pública”. A diretora enfatiza que a covid segue sendo o principal causador de óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no município e que medidas para enfrentamento de transmissão da doença, como esquema completo de vacinação, isolamento de doentes e uso de máscara, conforme cenário epidemiológico, podem ser consideradas.

Internações

O maior número de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave associada à Covid-19 (SRAG por Covid-19), junto do maior pico de óbitos de toda a pandemia, ocorreu em março de 2021, período em que a vacinação ainda era incipiente e apenas para grupos específicos e mais vulneráveis da população.

Óbitos

Em relação aos óbitos, dois picos foram identificados: em março de 2021 (circulação da variante Gama), e janeiro de 2022, relacionado à variante Ômicron.

A redução do número de óbitos foi constante a partir de fevereiro de 2022, tendo leve aumento nos meses de julho e dezembro de 2022, mas nunca atingindo números anteriormente registrados. Em relação ao sexo não houve diferença significativa na incidência entre feminino e masculino em todo o período.

Surtos

O Boletim Epidemiológico também destaca a ocorrência de surtos de covid no período de vigência da emergência sanitária.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Supremo condena o ex-senador e ex-presidente Fernando Collor por corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Deve ser demolido até terça um dos últimos pavilhões da Cadeia Pública de Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play