Sexta-feira, 19 de julho de 2024

Brasil mantém topo do ranking da Fifa após Copa do Mundo, com campeã Argentina em segundo

A Seleção Brasileira manteve a liderança no ranking da Fifa, que teve atualização divulgada nesta quinta-feira (22). Campeã mundial, a Argentina ganhou uma posição e agora é a segunda colocada, apenas dois pontos atrás do Brasil.

A Fifa explicou, em comunicado oficial, que a Argentina teria alcançado o topo do ranking se tivesse vencido a França no tempo normal ou na prorrogação na final da Copa, mas como o título foi decidido nos pênaltis, a seleção de Lionel Messi não somou a pontuação suficiente para ultrapassar o Brasil. A Seleção Brasileira lidera com 1.840 pontos, contra 1.838 da Argentina.

A vice-campeã mundial França é, agora, a terceira colocada, com 1.823 pontos, subindo uma posição. Eliminada na primeira fase da Copa, a Bélgica caiu do segundo para o quarto lugar (1.781 pontos), à frente da Inglaterra, que parou nas quartas de final do Mundial do Catar.

Grande surpresa da Copa, a seleção do Marrocos é um dos destaques do novo ranking da Fifa. A quarta colocada no Mundial subiu 11 posições, aparecendo agora em 11º lugar. A Croácia, terceira na Copa, está em sétimo, cinco posições acima em relação ao último ranking.

Treinador do Brasil

Depois da segunda eliminação consecutiva nas quartas de final da Copa do Mundo, Tite não é mais o treinador da Seleção. Com a CBF de recesso e a decisão sobre o futuro comandante que só será definida em 2023, alguns nomes que estão sem contrato começam a surgir como possibilidades, especialmente de estrangeiros. Veja abaixo alguns dos técnicos de fora do Brasil que estão sem contrato no momento e podem ser uma opção para o próximo ciclo.

Os rumores que o ex-jogador Zidane assumiria a seleção francesa após a Copa do Mundo não se confirmaram ainda durante a competição, com Didier Deschamps continuando no cargo que ocupa desde 2012. O francês teve passagens de sucesso pelo Real Madrid, quando ganhou três vezes a Champion’s League e duas o Mundial de Clubes.

O excêntrico treinador da Espanha Luis Enrique, conhecido por fazer transmissões ao vivo nas redes sociais expressando suas opiniões, deixou o cargo após o fracasso na Copa, quando a Fúria foi eliminada por Marrocos nas oitavas de final. Como técnico, Luis Enrique tem seu principal trabalho no Barcelona, tendo conquistado a Champion’s League e o Mundial de Clubes entre 2014 e 2016.

O alemão Thomas Tuchel, que teve sua última passagem pelo Chelsea, onde conquistou a Champion’s League e o Mundial de Clubes em 2020/21, já trabalhou com alguns jogadores da seleção em sua passagem pelo PSG, como Neymar, Marquinhos e Thiago Silva. Ele deixou o time inglês em setembro e não negociou com outra equipe desde então.

Outro treinador com passagem pelo PSG e que já comandou brasileiros, Maurício Pochettino foi bastante criticado por não ter conseguido fazer o time, mesmo com o trio formado por Messi, Neymar e Mbappé, avançar na Champion’s League. Ele deixou o clube em julho e poderia ser uma opção para a seleção brasileira.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Ministério da Saúde recebe primeiro lote das vacinas bivalentes da Pfizer para as variantes BA.4 e BA.5
Grêmio oficializa contratação do meia-atacante argentino Cristaldo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play