Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Cai a diretora do Senac-DF

A diretora regional do Senac do Distrito Federal, Karine Câmara, foi demitida diante de casos de irregularidades de sua gestão. Foram viagens para Disney sob pretexto de trabalho, casos de assédio contra funcionários, falta de prestação de contas, destruição de documentos na tentativa de ocultar provas. O presidente da Fecomércio-DF, José Aparecido, recebeu ordem do comando nacional para não esperar o pedido de afastamento que viria dos órgãos que investigam os casos, como TCU e a Câmara dos Deputados, como foi noticiado pela Coluna. A Câmara, aliás, já recebeu dossiê com casos de nepotismo na Comissão de Fiscalização e Controle. Karine seria a responsável pela acomodação dos nomes no Senac. Chegou a deputados uma lista com pelo menos seis funcionários que exercem diferentes funções no SESC e SENAC. Chama atenção o dentista que presta serviço na instituição, Rodrigo Fittipaldi, seu ex-marido. Ao saber que cairia, Karine demitiu 10 pessoas em retaliação.

Perdeu a PF

Uma amostra de que o presidente Bolsonaro perdeu mesmo o apoio de boa parte da PF. Eis a nota da Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, comandada pela delegada Tânia Prado: “Vivemos numa democracia e respeitamos a Constituição. Qualquer ato presidencial ou de qualquer outra autoridade ou agente político que ofenda os princípios e regras democráticos merece firme atuação das instituições de Estado. Inadmissível a normalização de ofensas ao sistema eleitoral, sob pena de destruição da democracia”.

Embromation

O Google Brasil tentou explicar em uma demorada nota à reportagem, deu voltas no texto, enrolou na tecnicidade mas acabou endossando o que a Coluna publicou: retirou a gratuidade do bom espaço de mega armazenamento que cedeu por anos à UFRJ. Alunos e professores, principalmente da Politécnica de Engenharia, sofrem com a falta do serviço para enviar arquivos “pesados”. O Google avisou que cede até 1 tera, mas para 20 mil alunos, caso da federal, isso não é nada.

Cerrado em chamas

O Relatório Anual do Desmatamento divulgado pela MapBiomas confirma o avanço da atividade no Cerrado, o mais atingido. O segundo maior bioma brasileiro teve alta de 20,2% no desmatamento: foram 500.537 hectares desmatados em 2021 contra 416.556 em 2020. No Cerrado também está a maior área de vegetação derrubada de uma única vez no último ano: 4.977 hectares numa fazenda em Jaborandi (BA).

Diálise ‘sai da UTI’

O Mato Grosso do Sul é o 3º Estado do País a estabelecer uma verba extra de cofinanciamento da diálise, para manter o tratamento de pacientes renais crônicos atendidos pelo SUS em clínicas conveniadas. O repasse do Governo Federal tem sido insuficiente e 13 clínicas do Estado temiam paralisar o atendimento de 2100 pacientes. A Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT) lidera mobilização nacional para garantir o tratamento de quase 150 mil doentes crônicos

Fiscais nos postos

A ANP realizou fiscalização no mercado de combustíveis em 10 Estados de 11 a 14 de julho.  A Agência vem verificando o cumprimento do Decreto nº 11.121/2022, que tornou obrigatória a exibição dos preços dos combustíveis líquidos, além do preço atual, já obrigatoriamente exibido em seus painéis. Em algumas localidades, a ANP atuou em conjunto com Procons, a partir de convênios ou parcerias.

Colaboraram Walmor Parente, Carolina Freitas, Sara Moreira e Izânio Façanha (charge)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Leandro Mazzini

Vocação nacional
Alvo da vez
Pode te interessar

Leandro Mazzini Tropa de Jair

Leandro Mazzini Exército pecuarista

Leandro Mazzini Custo Brasil

Leandro Mazzini Ricos e pobres

Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play