Segunda-feira, 15 de agosto de 2022

China realiza exercícios militares e dispara mísseis em torno de Taiwan

As Forças Armadas da China iniciaram nesta quinta-feira (04) os maiores exercícios militares com munição real já realizados em torno de Taiwan, informou a imprensa estatal chinesa.

O governo de Taiwan confirmou as manobras e disse que Pequim lançou 11 mísseis balísticos perto da ilha. Taipei afirmou ainda que navios da Marinha chinesa e aeronaves militares chegaram a cruzar, por alguns instantes, a linha mediana do Estreito de Taiwan, marcação que separa os dois territórios.

Os exercícios são uma resposta da China à visita da presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, a Taiwan. A viagem, que durou menos de 24 horas, enfureceu Pequim, que considera a ilha parte do seu território. Pelosi retornou aos EUA na quarta-feira (03).

As manobras chinesas afetam centenas de voos e rotas de navios na região. “Até as 12h do dia 7, será realizado um importante exercício militar do Exército Popular de Libertação. Durante esses exercícios de combates reais, seis áreas principais ao redor da ilha foram selecionadas e, nesse período, todos os navios e aeronaves não devem entrar nas áreas marítimas e no espaço aéreo relevantes”, informou a rede de televisão CCTV.

Taiwan implantou sistemas de mísseis para rastrear as atividades da Força Aérea chinesa, e navios da Marinha taiwanesa permaneceram de prontidão na região. “O Ministério da Defesa Nacional sustenta que manterá o princípio de se preparar para a guerra sem buscar a guerra, com a atitude de não escalar o conflito ou causar disputas”, afirmou o governo da ilha.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Ministro do Supremo prorroga por 60 dias investigação sobre as condutas de Bolsonaro e de aliados na pandemia
Polícia encontra depósito de armas e drogas de facção criminosa em Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play