Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Com mudanças, filme da “Branca de Neve” de 2024 não terá sete anões

Depois de A Pequena Sereia, a Disney está focada em uma nova princesa: Branca de Neve. Ainda em outubro, o estúdio lança uma versão remasterizada em 4k da animação original. O live-action que dá vida à animação de 1937 deve estrear em 2024, com Rachel Zegler como a princesa e Gal Gadot como Rainha Má.

Mas o live-action não virá sem polêmicas: a escolha de uma atriz latina para interpretar o papel da Branca de Neve foi bastante controversa. Além disso, para adaptar a história a um novo contexto, foram feitas mudanças como a exclusão dos sete anões.

Segundo o portal ScreenRant, a decisão veio após uma crítica do ator Peter Dinklage, o Tyrion, de Game of Thrones. O ator elogiou a decisão de escalar uma atriz latina para o papel principal, mas acusou a trama de reforçar estereótipos sobre pessoas com nanismo. “Vejam o que estão fazendo. Não faz sentido. Você faz progresso de uma maneira, mas ainda está fazendo uma história retrógrada sobre sete anões vivendo em uma caverna juntos.” O estúdio buscou alternativas para substituir os personagens e decidiu que eles serão representados por outras criaturas mágicas.

Espelho

Outras alterações foram feitas para melhor retratar a ideia de “mulheres em papéis de poder”, afirmou Rachel Zegler à revista Variety. A clássica frase dita ao espelho, “existe alguém mais bela do que eu?”, se tornará “alguém mais justa do que eu?”. “Quando começamos a reimaginar o papel de Branca de Neve, optamos pelo mais justa de todos, o que significa que é por isso que ela pode se tornar uma líder fantástica.”

Pequena Sereia

O filme da Pequena Sereia é protagonizado por Halle Bailey, atriz e cantora estadunidense de 22 anos que, infelizmente, sofreu diversos ataques racistas após divulgarem seu nome para o filme.

Em entrevista ao Guardian, a atriz falou que não se surpreendeu com os ataques: “No mundo em que vivemos hoje, apenas ser uma mulher negra já te dá consciência de certas coisas que vão acontecer em sua vida, num geral. Não fiquei surpresa nem chocada com os ataques que recebi”, disse.

Fãs da Disney reagiram em peso contra o racismo sofrido pela atriz e a defenderam. No Twitter, Halle agradeceu pelo apoio e compartilhou um emocionante vídeo que recebeu. O compilado mostravam a reação de menininhas negras ao verem uma atriz como elas em um filme da Disney, algo que pouco acontece.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cinema

Priscilla Presley diz que não fez sexo com Elvis aos 14 anos: “Me respeitava muito”
Atrofia muscular espinhal: conheça o remédio mais caro do mundo, que ministro do Supremo mandou o governo federal fornecer a criança no Ceará
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play