Sábado, 25 de junho de 2022

loader

Convenção aprova fusão DEM-PSL. Onyx foi o único a votar contra

Por aclamação, foi aprovada ontem a criação do novo partido União Brasil, resultado da fusão do PSL com o DEM. O PSL já havia aprovado a fusão no dia 28 de setembro e o DEM realizou encontro nesta quarta-feira, antes da convenção, também aprovando a união.

O ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, tornou público o seu voto contra. Ele foi o único convencional a manifestar publicamente voto contrário à união das siglas. Onyx ainda solicitou que sua posição constasse na ata da convenção nacional e protocolou três propostas, que foram rejeitadas pelo plenário da convenção:

1) Apoio imediato a Bolsonaro 2) Alternativamente, o lançamento de nome próprio ou 3) Liberação dos diretórios estaduais.

No início da noite, o presidente do DEM e futuro secretário-geral do novo partido, o ex-prefeito de Salvador (BA), ACM Neto, tranquilizou os correligionários, explicado que tudo continuará como está em cada município e partido, até que o Tribunal Superior Eleitoral autorize a fusão, o que pode demorar até três meses.

Onyx Lorenzoni justificou a posição da delegação gaúcha do DEM, contra os termos da fusão: “Nem com o meu voto e nem com o da delegação do RS. Sabemos muito bem de que lado estamos e o que queremos para o Brasil e o Rio Grande. Só faria sentido um novo partido se fosse para reforçar a direita brasileira. Eu sou do velho e bom PFL”.

STJ, o “Tribunal da Cidadania”?

O Superior Tribunal de Justiça adotou como slogan “O Tribunal da Cidadania”. Algumas decisões porém, deixam dúvidas sobre a qual cidadania se refere o slogan da Corte. Este é um caso:

A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que o rompimento de cadeado e a destruição de fechadura de portas da casa da vítima, com o intuito de, mediante uso de arma de fogo, efetuar subtração patrimonial da residência, configuram meros atos preparatórios que impedem a condenação por tentativa de roubo circunstanciado.

Este é o mesmo mesmo raciocínio já desenvolvido pela Terceira Seção deste Tribunal. Foi no AREsp (agravo em recurso especial) n° 974.254/TO. Relator: Ministro Ribeiro Dantas, 5ª Turma.

Marco Alba contra alinhamento do MDB a Eduardo Leite

Ao anunciar sua candidatura a deputado federal pelo MDB, o ex-prefeito de Gravataí Marco Alba convidou seus companheiros de partido a uma reflexão sobre a conveniência de alinhar-se ao PSDB do governador Eduardo Leite.

Marco Alba não concorda com as fortes críticas que Eduardo Leite vem fazendo, pública ou reservadamente, ao ex-governador José Ivo Sartori, como ocorreu há poucos dias ao anunciar o pagamento em dia do 13° salário dos servidores. Ele entende que as críticas ao governo Sartori atingem diretamente a imagem do MDB.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Flávio Pereira

Piada pronta: Pesquisa aponta ex-presidiário Lula como favorito para combater a corrupção!
Só em 2021, Governo Federal já repassou para Saúde, R$ 73 bi a Estados e municípios
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play