Terça-feira, 25 de junho de 2024

Denzel Washington como general negro em filme gera polêmica na Tunísia

O anúncio de que o ator Denzel Washington deve interpretar o general Aníbal Barca em um filme da Netflix está gerando polêmica na Tunísia — país onde hoje fica o local de nascimento do general, que viveu em 250 a.C

Segundo o Le Monde, os debates sobre o elenco do filme e a cor de Denzel Washington começaram nas redes sociais, mas logo chegaram ao Parlamento da Tunísia.

No fim de novembro, enquanto o orçamento do Ministério da Cultura era discutido em sessão, o deputado Yassine Mami questionou a ministra Hayet Ketat Guermazi sobre o filme, alegando que existia o risco de “falsificar a história” ao colocar um homem negro para interpretar Aníbal Barca — considerado um dos maiores estrategistas militares da história.

Ao respondê-lo, a ministra da Cultura disse que o filme não será um documentário, e sim uma obra de ficção, por isso o país não poderia intervir no conteúdo. “Aníbal é uma figura histórica, mesmo que todos tenhamos orgulho de ele ser tunisiano… O que poderíamos fazer?”, disse Guermazi.

Para ela, o mais importante é assegurar que pelo menos parte do filme seja gravado na Tunísia e que o país seja mencionado, para garantir um retorno financeiro com a produção da Netflix.

O filme deve ser dirigido por Antoine Fuqua, mas não tem data de estreia prevista. Aníbal Barca nasceu em Cartago, em 247 a.C., na região onde hoje se encontra a Tunísia. Ele sempre foi retratado por artistas e historiadores como um homem de pele clara por sua origem norte-africana.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cinema

Priscilla Presley diz pensar em Elvis todos os dias: “Sonho com ele”
Preta Gil anuncia fim de tratamento do câncer de intestino: “Feliz e grata”
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play