Domingo, 25 de fevereiro de 2024

Donald Trump discursa em público pela 1ª vez após acusações e chama episódio de “caça às bruxas”

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez, neste sábado (10), o seu primeiro discurso público após o anúncio das 37 acusações federais contra ele relacionadas à retirada de documentos sigilosos da Casa Branca. Em sua fala, o republicano criticou a acusação federal elo Departamento de Justiça como “ridícula” e “sem fundamento” e ainda chamou o caso de “uma caça às bruxas”.

Trump subiu ao palco na convenção republicana da Geórgia. Em sua fala, ele disse que o episódio é uma tentativa de prejudicar suas chances de retornar à Casa Branca enquanto faz campanha para um segundo mandato. “Eles lançaram uma caça às bruxas após a outra para tentar impedir nosso movimento, para frustrar a vontade do povo americano”, disse Trump.

“Esta acusação ridícula e infundada feita contra mim pelo Departamento de Justiça de Joe Biden ficará registrada como o pior abuso de poder da história de nosso país”, disse o ex-presidente. Os apoiadores reagiram com aplausos às palavras e vaias quando o republicano se referiu ao atual presidente dos EUA, o democrata Joe Biden, que concorrerá à reeleição em 2024 e que ainda não se posicionou sobre a nova imputação do concorrente.

O republicano ainda disse aos seus apoiadores “vocês têm que derrotá-los”, em referência à oposição. “Porque no final, eles não estão vindo atrás de mim. Eles estão vindo atrás de você e eu só estou atrapalhando”, disse ele no comício. O ex-presidente ainda ironizou acrescentando que “a única coisa boa sobre [a acusação] é que elevou meus números nas pesquisas”.

Donald Trump enfrenta 37 acusações criminais relacionadas ao acúmulo de documentos confidenciais em sua propriedade em Mar-a-Lago, na Flórida. Ele é acusado de desafiar deliberadamente as exigências do Departamento de Justiça para devolver documentos confidenciais. A acusação é construída sobre as próprias palavras e ações de Trump contadas aos promotores por advogados, assessores próximos e outras testemunhas.

O ex-presidente deve fazer sua primeira aparição no tribunal federal nesta terça-feira, 13, em Miami. Ele foi acusado ao lado do valete Walt Nauta, um assessor pessoal que os promotores dizem que transportava caixas de um depósito para a residência de Trump para ele revisar e que também mentiu para os investigadores sobre o movimento.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Saiba como foi o resgate de crianças desaparecidas na selva amazônica
Piso da enfermagem: julgamento no Supremo será retomado nesta semana
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play