Sexta-feira, 01 de julho de 2022

loader

Doria encosta em Ciro e se firma como 3ª via em MG

Em levantamento do Paraná Pesquisas em Minas Gerais, divulgado nesta terça (9), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), empata tecnicamente com o ex-senador Ciro Gomes (PDT), e se revela como o candidato mais promissor no campo da chamada “terceira via” para presidente. O tucano paulista, que concorre nas prévias do partido no próximo dia 21, chegou a 6,8%, enquanto Ciro aparece com 7,1%.

Desempenho fraco
Quando o nome tucano na disputa Eduardo Leite, Ciro sobe para 8,4% e o governador gaúcho empaca em 1,9%.

Leite chega em 6º
Atrás de Ciro estão Rodrigo Pacheco, só com 2,3% em seu Estado, e o ex-ministro Mandetta, com 2,1%. Já Eduardo Leite está 6º, com 1,9%.

Não é páreo
Em um cenário com Lula e Bolsonaro, Doria (8,1%) empata com Ciro (8,2%). Se o candidato do PSDB for Leite, vira passeio: 2,7% a 9,8%.

Ficha técnica
O Paraná Pesquisas ouviu 1.540 eleitores entre os dias 3 e 5 deste mês em 95 municípios de Minas. A margem de erro é de 2,5%.

Decisão do STF retira R$4,6 bilhões da Saúde
A decisão do Supremo Tribunal Federal de suspender as emendas do relator-geral do Orçamento no Congresso (batizadas de RP9) vai retirar ao menos R$4,6 bilhões já empenhados para a Saúde pública, segundo nota técnica da Consultoria de Orçamento da Câmara dos Deputados. O ministério da Saúde ganhou mais recursos em 2021 do que em 2020, quando 18% das emendas RP9 foram para a Saúde. No ano passado, foram R$3,9 bilhões em emendas do relator para Saúde.

Maia x Lira
Curiosamente os orçamentos de 2020 e 2021, já com “orçamento secreto”, não foram questionados no Supremo.

Perigo real
A nota alerta que a suspensão de programações de pagamento das emendas RP9 pode paralisar obras e serviços já em andamento.

Desfaz
A decisão que impede o pagamento das emendas do relator deverá paralisar serviços e obras em andamento.

Senado é a prioridade
Bolsonaro confirmou informação desta coluna sobre o que levou a optar pelo PL: o direito de indicar as candidaturas nos Estados. Ele disse que vai priorizar as candidaturas ao Senado. E, se der, governos estaduais.

Passeio inútil
Para além do passeio à Escócia que produz festejados uísques, difícil é explicar gastos de dinheiro público para levar a Glasgow uma “comitiva” de senadores chefiada por Rodrigo Pacheco para fazer nada, na COP26.

Zema lidera
Com a gestão aprovada por 73,2% dos mineiros, o governador Romeu Zema (Novo) tem a reeleição bem encaminhada. O Paraná Pesquisas atesta que ele soma o dobro dos votos do 2º, Alexandre Kalil (PSD).

Exibição de bíceps
Assim que o Supremo Tribunal Federal formou maioria contra emendas de relator ao orçamento, o deputado José Medeiros (Pode-MT) disse que a Corte deu mais uma “aula magna de como humilhar outros poderes”.

Embromation
Deputado que faz oposição a Bolsonaro para cavar espaços na mídia, o deputado Marcelo Ramos (AM) ainda não disse se vai sair do PL, com a chegada do presidente. Até agora, ele tem desconversado sobre isso.

Gasolina a 13 reais
Turistas brasileiros que alugam carros em Portugal se espantam com o valor o litro da gasolina: 2 euros, equivalentes a 13 reais. Mas é preciso lembrar que os portugueses não produzem uma só gota de petróleo.

Lacrador atirador
Um assessor da Secretaria de Segurança do governo potiguar de Fátima Bezerra, lacrador “anti-armas” nas redes sociais, foi preso após tentar matar o vizinho com quatro tiros. Usando a arma da mulher, uma policial.

Mais uma boa notícia
O deputado Luiz Lima (PSL) comemorou que 87 dos 92 municípios do Rio de Janeiro não registraram morte por covid em 24h. Ali, 54,2% da população está imunizada, segundo a plataforma vacinabrasil.org.

Pensando bem…
…tem pré-candidato que, calado, é poeta.

PODER SEM PUDOR
O lobby dos enforcados
Em 1988, uma comitiva do Ministério da Indústria e Comércio tentava com o governo Saddam Hussein quitar dívidas de US$2 bilhões junto a empresas brasileiras, entre elas a Mendes Júnior. Ressabiado, o deputado da extinta Arena Israel Pinheiro avisou ao ministro Roberto Cardoso Alves: “O pessoal do Saddam que saber mais do ‘contrato dos enforcados’”. Pergunta daqui, pergunta dali, “Robertão” matou a charada: Saddam mandou enforcar funcionários iraquianos subornados pelos brasileiros.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

‘Orçamento secreto’ é herança da gestão Maia
Vacinação chega a 300 dias e 290 milhões de doses
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play