Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Elon Musk deve pagar 11 bilhões de dólares em impostos nos Estados Unidos, já a Tesla, não pagará um centavo

Elon Musk se gabou repetidamente de que pagará mais em impostos federais em 2021 do que qualquer um já pagou – cerca de US$ 11 bilhões. Mas a Tesla aparentemente não pagará um centavo.

A Tesla planeja não pagar impostos federais no futuro próximo – mesmo que a empresa tenha relatado de longe seu ano mais lucrativo de todos os tempos. Em 2021, a Tesla registrou lucro líquido de US$ 5,5 bilhões e lucro ajustado de US$ 7,6 bilhões.

Porém, isso tem um motivo, a Tesla informa que suas operações nos EUA perderam US$ 130 milhões no ano passado. A empresa alega que todos os seus lucros brutos – mais de US$ 6 bilhões – vieram de operações no exterior, embora 45% de sua receita tenha vindo de vendas nos EUA.

Embora a Tesla indique que sua conta de impostos estrangeiros chegou a US$ 839 milhões, sua conta de impostos estaduais foi de apenas US$ 9 milhões. E sua conta de impostos federais era zero.

Um relatório recente do Departamento do Tesouro dos EUA descobriu que 61% dos lucros internacionais das empresas multinacionais dos EUA são registrados em sete pequenos países – Bermudas, Ilhas Cayman, Irlanda, Luxemburgo, Holanda, Cingapura e Suíça – conhecidos como paraísos fiscais.

“A Tesla e outras corporações gigantes usam há muito tempo golpes e brechas para ajudá-las a não pagar impostos – isso tem que parar”, disse a senadora Elizabeth Warren, uma crítica frequente de Musk.

“Os democratas estão trabalhando para acabar com os cortes de impostos republicanos para corporações que transferem lucros e empregos para o exterior”, disse. No entanto, o Congresso até agora não conseguiu tomar medidas para detê-lo.

Lucro

A Tesla estava perdendo dinheiro por mais de uma década antes de finalmente começar a relatar lucro líquido em 2020. Foram perdas reais, que ocorreram quando os custos de desenvolvimento e construção de seus carros em seus primeiros anos superaram em muito o dinheiro pelo qual poderiam vendê-los.

A empresa tinha a expectativa de que geraria lucro no futuro, à medida que a demanda aumentasse e os custos diminuíssem. Foi exatamente isso que aconteceu.

Mas, ao acumular bilhões de dólares em perdas, a Tesla conseguiu acumular perdas operacionais líquidas que poderiam ser usadas no futuro.

Ainda assim, a Tesla divulgou no relatório financeiro desta semana que não usou nenhuma dessas perdas passadas para proteger a renda atual dos impostos. E precisou de uma manobra contábil que sugere que não sabe se algum dia terá que usar essas perdas passadas para proteger sua renda nos EUA.

A Tesla está bastante otimista em relação ao seu futuro, esperando um crescimento anual de vendas de 50% no futuro próximo.

Se acreditasse que seus prejuízos antes dos impostos em suas operações domésticas eram temporários, provavelmente não teria dado o passo de reduzir o valor desses prejuízos passados ​​como forma de eliminar impostos futuros nos EUA, segundo Sullivan.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

PT prevê lançar candidatura de Lula no fim de março
Melatonina não é um remédio para dormir. Veja como usá-la
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play