Terça-feira, 07 de dezembro de 2021

loader

Embarque para navio de Zezé e Luciano gera tumulto no Porto de Santos

O embarque para o navio MSC Preziosa no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, foi marcado por confusão e tumulto no domingo (14). Isso porque dezenas de pessoas descobriram que suas cabines tinham sido canceladas horas antes de começar a viagem, que tem como principal atração o show de Zezé di Camargo e Luciano. A produtora responsável pela venda de pacotes informou que o cancelamento ocorreu devido à determinação de ocupação de somente 75% da embarcação.

A temporada de cruzeiros marítimos foi aberta no último dia 5, após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitir uma resolução com os critérios que devem ser seguidos pelos navios. Dentre elas, a imunização completa dos passageiros e tripulantes, teste de Covid-19 negativado e a limitação da capacidade dos navios.

O cruzeiro de domingo, com destino a Búzios, no Rio de Janeiro, tem como principal atração a dupla Zezé di Camargo e Luciano, que celebra os 30 anos de carreira, conforme divulgado nas redes sociais dos sertanejos. Muitos passageiros que não puderam embarcar haviam comprado os pacotes com a PromoAção, produtora de cruzeiros temáticos que fez uma parceria com a dupla para promover o navio.

Alguns relataram que receberam o e-mail notificando o cancelamento na noite de sábado (13). Outros só souberam quando chegaram ao Terminal Marítimo de Passageiros Giusfredo Santini – Concais, na manhã de domingo, como foi o caso do empresário Marcio Caffer. O morador de Pompéia, no interior de São Paulo, contou ao g1 que comprou o pacote em fevereiro.

Ele chegou ao Concais por volta das 9h30 e saiu às 21h30, sem embarcar. “De manhã, fui atendido por uma moça da fila e ela não conseguiu achar minha cabine. Aí, ela me levou para o guichê, que também não conseguiu achar e mandou esperar”, disse. Durante horas, ele esperou para saber se conseguiria embarcar, sem sequer almoçar ou jantar. “Eles deram amendoim para a gente, uns biscoitinhos”, explicou.

Ainda durante a tarde, alguns passageiros foram chamados para embarcar, segundo ele, porque outras pessoas não se enquadravam nas determinações da Anvisa – de período de vacinação ou teste de Covid-19 – e foram impedidas de seguir viagem. Conforme apurado pela reportagem, algumas pessoas chegaram a passar mal devido à espera.

Caffer foi um dos que não tiveram a sorte de ser selecionado por conta da desistência. “Nunca me senti tão decepcionado. Não recebi nenhum e-mail que minha viagem tinha sido cancelada, eles deram vários tipos de desculpa, que desde outubro a Anvisa limitou o funcionamento do navio, mas eu não fui avisado disso”, afirmou Márcio.

Bagagem retida

Maria Antoniera Guazzelli é produtora rural em uma cidade no interior de Minas Gerais e planejava a viagem no cruzeiro desde abril de 2021, quando comprou a passagem. Ela e o marido chegaram em Santos no domingo, mas também não conseguiram entrar no navio. As bagagens do casal, porém, entraram.

Segundo ela, no início do procedimento para embarque, as bagagens dela e do marido foram despachadas, mas, no decorrer das etapas para entrar no cruzeiro, informaram que a cabine deles estava cancelada. Antonieta contou que viu que muitos passageiros não conseguiram embarcar por outros motivos. “Teve gente que chegou aqui e não tinha certificado de vacina, outros foram testar para covid e deu positivo. Eles não realocaram essas vagas dos faltantes para nós”, disse.

Nas redes sociais da PromoAção e até mesmo dos cantores, muitos passageiros se queixaram da situação. Nos comentários, a maioria afirma que foi avisada sobre o cancelamento por e-mail na véspera da viagem e outros também criticam a demora da entrega do voucher de viagem.

MSC

Em nota, a MSC Cruzeiros informou que esse cruzeiro foi fretado por uma empresa de produção de eventos musicais. Sendo assim, a comercialização de cabines, divulgação, gestão das reservas, bem como a prestação de informações e de orientações aos clientes sobre os requisitos de embarque e o programa do cruzeiro é de responsabilidade da empresa fretadora.

A empresa ainda reforça que o protocolo de saúde e segurança para a temporada 2021/2022 foi definido pelas autoridades sanitárias e de saúde nacionais e aprovado no dia 29 de outubro e, entre as medidas estão: a vacinação completa, apresentação de teste negativo para a Covid-19 e ocupação reduzida a 75% da capacidade do total de hóspedes.

PromoAção

Já a empresa PromoAção, responsável pelo fretamento, alegou que após determinação da Anvisa para redução da capacidade dos navios, buscou incansavelmente alternativas para impactar o menor número possível de passageiros e que, no sábado (14), as vésperas do embarque, após esgotadas todas as possibilidades de readequação, cerca de 250 passageiros foram informados, por telefone ou e-mail, de que não poderiam embarcar devido às condições de redução do navio.

Ainda conforme a empresa fretadora, os passageiros que entraram em contato foram informados de que, por conta e risco, poderiam ir até o Porto de Santos e aguardar por desistências. Pouco depois das 21h30, a empresa informou à TV Tribuna que conseguiu embarcar 150 passageiros e que as pessoas que não puderam entrar no navio vão receber toda a assistência por parte da empresa.

A PromoAção disse que os passageiros poderão escolher a cabine equivalente em outro navio da temporada, carta de crédito para utilização em 2022 ou reembolso do valor da cabine no menor prazo possível. A empresa afirma que lamenta pelo ocorrido.

Em nota, a assessoria de Zezé di Camargo e Luciano disse que a dupla não tem relação com as vendas do cruzeiro. Informou, ainda, que os cantores apenas foram contratados para cantar no evento, e que eles não possuem informações sobre a quantidade de público esperado para os shows.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Mulher pode ter sido curada do HIV pelo seu próprio sistema imunológico
Marilyn Manson prendia e torturava mulheres em cela de vidro, afirmam testemunhas
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play