Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Escolas de Porto Alegre começam a retomar aulas nesta segunda

A prefeitura de Porto Alegre anunciou que 18 escolas da rede municipal de ensino irão retomar o funcionamento nesta segunda-feira (20), e outras 14 unidades devem voltar a abrir na terça-feira (21). A rede municipal de ensino da capital gaúcha estava paralisada desde o começo de maio, em meio a enchente histórica que atinge o Rio Grande do Sul.

A Secretaria Municipal de Educação (Smed) determinou o reinício das aulas em todas as unidades que não foram atingidas diretamente pelas cheias e que contam com abastecimento de água e energia elétrica.

“Uma lição deixada pelo triste período da pandemia foi a de que não podemos manter nossos alunos longe da escola por muito tempo. A retomada das aulas é essencial para a aprendizagem dos estudantes e, da mesma forma, para a volta ao cotidiano da cidade”, afirmou o secretário de Educação, José Paulo da Rosa.

Além da retomada das unidades municipais, mais de 100 escolas de educação infantis conveniadas à prefeitura também entram em funcionamento na segunda-feira. Segundo a prefeitura, cerca de 50% dos alunos retornarão às aulas normalmente.

A Coordenação de Recursos Humanos de Porto Alegre orientou que os alunos e professores que tenham sido diretamente afetados pela enchente não precisam retornar de imediato. Será realizado o registro de presença dos alunos, justificando-se a ausência dos atingidos pelas cheias.

O Ministério de Educação flexibilizou o calendário escolar do Rio Grande do Sul e a orientação da Smed é de que as escolas realizem atividades lúdicas e recreativas, além de garantir o acolhimento e as refeições aos estudantes.

Escolas atingidas

Praticamente todas as 99 escolas próprias e as 219 instituições parceiras foram atingidas; 14 escolas próprias e 12 da rede conveniada estão total ou parcialmente alagadas, com registros de grande perda de infraestrutura; e outras 11 próprias e 53 conveniadas têm danos como destelhamentos parciais e infiltrações.

Com o recuo das águas, foi possível acessar as escolas de educação infantil Cantinho Amigo (Azenha) e Tio Barnabé (Azenha) e de ensino fundamental Porto Alegre (Centro Histórico), que estavam alagadas. Nestas unidades iniciou-se o processo de limpeza e recuperação das estruturas.

Além disso, três escolas próprias de Ensino Fundamental estão operando como abrigos: Aramy Silva (bairro Camaquã), Elyseu Paglioli (Cristal) e Grande Oriente do Rio Grande do Sul (Rubem Berta).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Chuva intensa causa inundações em Santa Catarina
Rayssa Leal é campeã do skate street em Xangai, mas Brasil fica sem medalhas no park
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play