Sexta-feira, 01 de julho de 2022

loader

Estados pedem R$ 15 bilhões por mês ao governo federal para enfrentar a crise provocada pelo coronavírus

O Comsefaz (Comitê Nacional de Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal) solicitou ao governo federal o repasse de R$ 15,66 bilhões mensais às unidades da Federação para enfrentar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. O pedido foi feito por meio de ofício encaminhado ao Ministério da Economia.

Desse total, R$ 14 bilhões referem-se a perdas financeiras com a queda nas receitas e outros R$ 1,66 bilhão para o financiamento de “ações emergenciais de saúde nos Estados e no Distrito Federal”.

O primeiro aporte tenta compensar as perdas decorrentes da desaceleração da economia e, de acordo com o pedido, deve ser feito enquanto durar a crise do coronavírus. Já o repasse mensal de R$ 1,66 bilhão foi solicitado por três meses.

No ofício, o Comsefaz informa que os entes federativos têm suas receitas “fortemente dependentes da economia real” e que elas já começaram a sentir os efeitos da crise do coronavírus na economia – com redução da demanda e queda na arrecadação tributária.

Segundo os Estados, considerando uma estimativa de queda de cerca de 20% na arrecadação de ICMS, Fundo de Participação dos Estados, royalties e participações especiais, a perda de receitas nos Estados atinge o montante de R$ 14 bilhões por mês.

A solicitação de R$ 1,66 bilhão por mês deve ser aplicada nos diferentes entes federados “levando-se em conta o critério populacional”.

O documento enviado ao ministro Paulo Guedes avalia ainda que o País está diante de um quadro de “consequências graves para a saúde da população brasileira em curtíssimo espaço de tempo”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Atualidades Pampa

Rio Grande do Sul tem mais casos confirmados de coronavírus e número chega a 33
Itália chega a 3,4 mil mortes causadas por coronavírus e supera a China
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play