Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Filmes longos devem ter intervalo? Produtora dá bronca em cinemas que estão exibindo Assassinos da Lua das Flores com pausa

Chega em breve aos cinemas brasileiros, o épico histórico de Martin Scorsese, protagonizado por Leonardo Dicaprio: Assassinos da Lua das Flores. E um dado que chamou a atenção, mesmo antes do lançamento do filme, é a duração: O longa-metragem atinge 3h 26min. Mas Scorsese foi curto e grosso: não quer ouvir nenhuma reclamação sobre o tempo de execução.

“As pessoas dizem que são três horas, mas vamos lá, você pode sentar na frente da TV e assistir algo por cinco horas […] Além disso, há muitas pessoas que assistem teatro por 3,5 horas. Existem atores reais no palco, você não pode se levantar e andar por aí. Você dá esse respeito. Dê algum respeito ao cinema”, comenta o cineasta.

O diretor não é o único. James Cameron já havia compartilhado opiniões semelhantes, ao responder sobre as três horas de duração de Avatar: O Caminho da Água. Na ocasião, Cameron também afirmou que não queria ouvir ninguém reclamando da duração, quando os mesmos “ficam sentados assistindo [televisão] por oito horas”.

Um dos maiores sucessos do ano, Oppenheimer, de Christopher Nolan, também alcançou 3 horas de duração, o que pareceu não afastar o público dos cinemas. Ridley Scott, por sua vez, escolheu “encurtar” seu novo longa-metragem Napoleão, com estreia prevista para novembro de 2023. Todavia, uma versão do diretor com quatro horas de duração deve estrear na Apple TV+, posteriormente.

Inspirado no best-seller homônimo do escritor David Grann e também baseado em uma história real, o ano é 1920, na região norte-americana de Oklahoma. Misteriosos assassinatos acontecem na tribo indígena de Osage, uma terra rica em petróleo. O caso foi investigado pelo FBI, a agência que tinha acabado de ser criada na época.

Os assassinatos dados a partir de circunstâncias misteriosas na década de 1920, assolando os membros da tribo Osage, acaba desencadeando uma grande investigação envolvendo o poderoso J. Edgar Hoover, considerado o primeiro diretor do FBI.

Leonardo DiCaprio, no longa, dará vida Ernest Burkhart, marido de Mollie Burkhart (Lily Gladstone), a nativa americana, cuja família teve grande importância na resolução do caso. Além dele, também estão no elenco nomes como Jesse Plemons, Robert De Niro e Brendan Fraser.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

O corpo humano possui 1,8 trilhão de células de defesa, que juntas pesam mais de 1 quilo
Celulares vão ganhar novas funções com inteligência artificial
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play