Domingo, 25 de fevereiro de 2024

Foi retomada a distribuição presencial de hortigranjeiros para famílias gaúchas carentes

Suspensa por dois anos e dois meses em razão da pandemia de coronavírus, a entrega presencial de alimentos para famílias carentes voltou a ser realizada no portão 6 da Ceasa, no bairro Anchieta, em Porto Alegre. O serviço foi retomado após o avanço do índice de cobertura vacinal da população, com as doses de reforço, e da liberação do uso de máscara pelo governo do Estado, que manteve a obrigatoriedade apenas para o transporte coletivo e para os serviços de saúde.

O portão 6 é um acesso destinado exclusivamente ao beneficiados do programa social Prato Para Todos da Ceasa – vinculado à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

Conforme a coordenadora do Banco de Alimentos, Rosandrea Vargas, os kits de frutas, legumes e verduras serão entregues às segundas, quartas e sextas-feiras, das 10h às 11h, no portão de acesso ao prédio da Ceasa, na esquina das avenidas Fernando Ferrari e Jorge Benjamin Eckert.

Uma vez por semana, cerca de 200 famílias receberão os alimentos doados pelos permissionários (produtores e atacadistas). O espaço reabriu com visual atualizado: foi pintado, ganhou nova iluminação e novas janelas.

O kit entregue na última segunda-feira (30) continha os seguintes alimentos: pimentão, couve, chuchu, salsa, tomate, pepino, batata-doce, abacate, manga, mamão, maçã, bergamota e limão – todos doações feitas por produtores e atacadistas.

O atendimento presencial havia sido interrompido em março de 2020 por causa da covid e da adoção de medidas restritivas à circulação para pessoas do grupo de risco, sobretudo idosos com comorbidades, que passaram a receber os alimentos em casa, numa iniciativa da Ceasa com apoio da Secretaria da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social.

Doação de agasalhos

A primeira-dama do Estado, Sônia Vieira, participou da abertura da Campanha do Agasalho 2022 de Canoas. Com o slogan “Aqueça vidas e corações”, o objetivo da ação é atender pessoas mais necessitadas e em vulnerabilidade social na cidade da Grande Porto Alegre.

A Campanha do Agasalho é realizada durante todo o ano, mas neste momento é preciso reforçar o recebimento de roupas e itens de higiene e limpeza. É importante considerar o estado de conservação e as características do que é doado. Os organizadores destacam que é importante doar aquilo que gostaria de receber.

Uma necessidade são doações de roupas infantis, principalmente, para crianças de 0 a 5 anos. Essas roupas, geralmente, ficam dentro do núcleo familiar e acabam não sendo doadas nas campanhas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Dmae alerta para golpe da cobrança residencial em Porto Alegre
Reino Unido celebra os 70 anos do reinado de Elizabeth 2ª durante 4 dias
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play