Terça-feira, 23 de julho de 2024

Força Aérea Brasileira estuda comprar caças americanos F-16 usados; entenda

A Força Aérea Brasileira (FAB) iniciou um estudo para avaliar a possibilidade da compra de 24 caças usados do modelo F-16 Fighting Falcon, fabricados nos Estados Unidos. A aquisição dessas aeronaves pode acontecer menos de dois anos após o governo federal ter investido bilhões para a compra de 40 caças suecos F-39 Gripen, em operação desde dezembro de 2022. Em maio do ano passado, a FAB anunciou o lançamento de uma linha própria de caças desse modelo, produzidos pela Embraer em parceria com a empresa sueca Saab.

Oficialmente, a FAB alega que a compra está em fase de levantamento de dados. “Destaca-se, ainda, que, até o momento, não estão sendo realizadas negociações com governos ou empresas, nem foram definidas quantidades ou versões. As únicas interações realizadas sobre o tema tiveram como objetivo o levantamento de dados”, afirma.

O portal americano “Janes Defense”, no entanto, revelou que as conversas com o governo americano já foram iniciadas. Lançado há mais de 50 anos, o modelo de caça F-16 é um dos mais procurados do mundo. A FAB também disse, por meio de nota, que o estudo iniciado não “guarda relação com as capacidades da aeronave F-39 Gripen”.

O contrato inicial previa a compra e a entrega até 2027 de 36 Gripen por US$ 3,77 bilhões, ou R$ 20 bilhões corrigidos. Mas outras quatro aeronaves foram incluídas em 2022 no contrato, totalizando 40 caças. Até dezembro de 2023, apenas quatro aeronaves chegaram ao Brasil e passaram a equipar o 1º Grupo de Defesa Aérea (1º GDA), em Anápolis (GO).

Ainda em maio do ano passado, a FAB anunciou o lançamento de uma linha de produção da aeronave. A fábrica da Embraer foi inaugurada na cidade de Gavião Peixoto, interior de São Paulo. A previsão é que pelo menos 15 dos caças adquiridos pelo Brasil sejam montados na unidade por engenheiros e técnicos brasileiros que passaram por treinamentos teóricos e práticos na sede da empresa sueca Saab, em Linköping.

O caça F-39 Gripen foi escolhido pelo programa FX-2, numa concorrência concluída na gestão da presidente Dilma Rousseff (PT), em 2013. O governo alega que a parceria entre a Embraer e a Saab representa um importante salto qualitativo e tecnológico, com alguns dos recursos embarcados até então inéditos para a FAB.

O caça F-16 é um dos modelos mais procurados do mundo e foi lançado há mais de 50 anos. De acordo com o fabricante, o veículo “é altamente confiável e de fácil manutenção, com pelo menos 40 anos de vida útil para a maioria das forças aéreas, sem a expectativa de reparos estruturais prolongados durante toda essa vida útil”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Denúncias de violência contra idosos crescem em 2024
Governo Lula diz ser contra o projeto de lei do Aborto; o Supremo vai esperar o Congresso
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play