Terça-feira, 18 de junho de 2024

Força Aérea Brasileira planeja resgatar 900 brasileiros em Israel

Os primeiros brasileiros resgatados em Israel deverão chegar ao Brasil na madrugada desta quarta-feira (11). Eles veem num voo da Força Aérea Brasileira (FAB), previsto para durar 14 horas, direto de Tel Aviv, cidade de Israel para Brasília.

O comandante da FAB, Marcelo Damasceno, disse nesta segunda-feira (9) que o governo planeja buscar 900 brasileiros em Israel de terça (10) até sábado (14).

De acordo com o comandante da FAB, os voos vão partir sempre às 18h, horário de Tel Aviv. O nome da operação é “Voltando em Paz”.

A aeronave responsável pelo resgate está em Roma, na Itália. Ela deverá decolar ainda nesta segunda para Israel. Trata-se do primeiro avião enviado pelo governo brasileiro para o resgate dos brasileiros presos no conflito Israel-Palestina. Um segundo avião também irá nesta segunda para Roma para completar a missão de resgate. Ainda não há informações de quando essa aeronave retorna para o Brasil e em que cidade ela vai pousar.

Ambas as aeronaves são KC-30 com capacidade para 230 passageiros. Além da tripulação, também estarão presentes dois médicos, dois enfermeiros e uma psicóloga para atender os brasileiros. A lista de brasileiros que embarcará nos voos está sendo preparada pelo Itamaraty. O Ministério de Relações Exteriores já recebeu contato de 1,7 mil brasileiros que querem deixar Israel, mas nem todos desejam voltar ao Brasil. Alguns querem permanecer nas proximidades.

Conforme o governo, o cronograma de resgate será dado da seguinte forma:

1° voo: 210 passageiros, com pouso em Brasília, na madrugada de quarta (11);
2° voo: 210 passageiros, com pouso no Rio de Janeiro, na noite de quinta (12);
3° voo: 60 pessoas, com escala em Recife e destino final em Guarulhos, na manhã de sexta (13);
4° voo: 210 pessoas, com pouso no Rio de Janeiro, na noite de sexta (13);
5° voo: 210 pessoas, com pouso no Rio de Janeiro, no sábado (14).

A partir do próximo domingo (15), o governo vai iniciar uma nova logística para auxiliar aqueles que ainda não tiverem regressado nos primeiros voos.

O Itamaraty estima que cerca de 14 mil brasileiros vivem em Israel e outros seis mil residam na Palestina. Além disso, muitos turistas visitam a região, principalmente para conhecer locais considerados sagrados e participar de eventos.

Diante da reação israelense ao ataque do Hamas, o governo brasileiro desaconselhou quaisquer deslocamentos não essenciais para a região. Em nota, o Itamaraty recomendou que todos os brasileiros que tiverem condições tentem deixar Israel e Gaza.

A Embaixada do Brasil em Tel Aviv está publicando, em seu site um formulário para inscrição de interessados nos eventuais voos de repatriação.

Os plantões consulares da Embaixada em Tel Aviv (+972 (54) 803 5858) e do Escritório de Representação em Ramala (+972 (59) 205 5510), com Whatsapp, permanecem em funcionamento para atender brasileiros em situação de emergência. O plantão consular geral do Itamaraty também pode ser contatado por meio do telefone +55 (61) 98260-0610.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Mais de 1,5 mil pessoas já perderam a vida no conflito entre Israel e Hamas
Pix tem novo recorde e supera 160 milhões de transações em um dia
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play