Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Força-tarefa reforça atendimento a animais em Porto Alegre

A prefeitura de Porto Alegre organizou uma força-tarefa para apoiar o Gabinete da Causa Animal (GCA) no acolhimento e tratamento dos animais abrigados devido à enchente. Servidores de várias secretarias, incluindo o Gabinete do Prefeito, Secretaria de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Secretaria Extraordinária de Modernização e Gestão de Projetos e o Gabinete de Comunicação Social, vão auxiliar o GCA por tempo indeterminado.

No sábado (18), foram convocados 25 médicos veterinários do quadro de servidores concursados da prefeitura. Além disso, foi autorizada a contratação emergencial de até 60 médicos veterinários. Doze profissionais se apresentaram no sábado e os demais serão incorporados ao longo da semana. Este grupo já começou a atuar nos abrigos em sistema de revezamento por turnos.

A Secretaria de Administração e Patrimônio informou que está preparando a contratação de até 1,5 mil profissionais de serviços gerais para atender a demanda nos abrigos, centros de recebimento e distribuição de doações, e para apoio aos animais abrigados.

Neste domingo (19), ocorreu a primeira reunião com os servidores convocados para explicar a metodologia de trabalho. Representantes da força-tarefa também participaram de uma reunião virtual coordenada pelo governo do Estado e pelo Grupo de Resposta a Animais em Resgate (GRAD) para discutir a unificação de protocolos de atendimento, mapeamento das demandas dos municípios afetados, captação e alocação de recursos e a construção de uma política pública de curto e médio prazo.

Fabiana Ribeiro, titular do GCA, destacou a necessidade de estabelecer protocolos e estruturar uma rede de atendimento para substituir a mobilização atual nos abrigos. Ela enfatizou a importância da presença do poder público nas esferas estadual e federal para a continuidade do trabalho.

Os municípios responderão a um questionário elaborado pelo GRAD para desenvolver uma estratégia unificada. Após a devolutiva, caberá ao governo do Estado elaborar iniciativas para as cidades que precisam lidar com a superpopulação de animais sob custódia do poder público, ONGs, protetores e lares temporários.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Cerca de 3 mil veículos circularam pelo corredor humanitário, em Porto Alegre, nas madrugadas de sábado e domingo
Ministro Paulo Pimenta expõe divergências com governador Eduardo Leite e diz que “discordâncias sobre RS vão aflorar”
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play