Domingo, 21 de abril de 2024

Fórum da Câmara Americana de Comércio em Porto Alegre debate perspectivas econômicas para 2023

Com um novo governo à frente do país, após um período de transição bastante turbulento, e a realidade pós-pandemia ainda voltando ao normal, 2023 carrega muitas dúvidas sobre o que esperar do cenário econômico, tanto no âmbito nacional quanto estadual. Para entender quais serão os principais desafios neste ano, a unidade regional da Câmara Americana de Comércio (Amcham Porto Alegre) realizou a primeira edição do Fórum de Economia Amcham na última sexta-feira (27).

O evento reuniu executivos gaúchos para discutir sobre os possíveis caminhos para o futuro econômico do Brasil, perspectivas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), gastos fiscais do governo e taxas de juros para os próximos 12 meses. “Identificamos as necessidades trazidas pelos associados e buscamos meios para o fortalecimento da economia. Formamos hoje uma grande rede composta por agentes dispostos a fazer o estado crescer cada vez mais. Nessa primeira edição do Fórum, tentamos entender quais são as possibilidades para o futuro econômico do Rio Grande do Sul e do Brasil e o que podemos fazer para fomentar o desenvolvimento desde já”, afirmou a gerente regional da Amcham, Daniela Bahmed Ferreira.



O encontro contou com a presença de grandes economistas dos segmentos de mercado mais ativos no estado, como Antônio da Luz, economista-chefe da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul); Joel Maraschin, ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, e Patrícia Palermo, economista, professora e palestrante.

Segundo Patrícia, o período é de recessão no cenário internacional. Já no Brasil, os especialistas projetam um grande desafio fiscal para o novo governo, com consequente desaceleração da economia e aumento da taxa de juros. “Temos visto muito incentivo fiscal às atividades econômicas. Esses impulsos, que vieram, por exemplo, da PEC de Transição, vão continuar ativando a demanda e pressionando a inflação. Daí vem o nosso remédio bem conhecido, a taxa de juros. Por isso, é muito provável que a gente termine o ano com a taxa de juros na ordem dos 12,5% ou 13%, bem maior do que esperaríamos”, avaliou a economista.

O Fórum abriu oficialmente a agenda de atividades da Amcham Porto Alegre para este ano. Reconhecida por promover conexões transformadoras e incentivar o empreendedorismo no Rio Grande do Sul, a entidade prevê uma série de eventos e capacitações que unem executivos e startups com foco no desenvolvimento da economia gaúcha, dando continuidade a projetos de sucesso como o RS Avança, Amcham Arena e Amcham SX, que discutem e propõem soluções inovadoras para o setor.

Fotos: Fabiano Scheck

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

IPE-RS: cerca de 700 pensionistas e inativos do Estado podem ter o benefício suspenso
Publicado o Listão do Vestibular Ufrgs 2023
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play