Domingo, 16 de junho de 2024

Frente fria provoca virada no tempo no Sul; centro do País segue quente

A semana começou com o clima ainda bastante quente e principalmente muito seco em toda a região central do País. A área que corresponde ao Sudeste, Centro-Oeste e parte do interior nordestino pede atenção com a umidade do ar, que estará muito baixa – em São Paulo e em Goiás poderá ficar abaixo de 20%. As temperaturas em todas essas regiões ficarão acima dos 28°C. 

A capital paulista terá máxima de 29°C, assim como em Vitória; 30°C em Belo Horizonte, 33°C no Rio de Janeiro e 32°C em Goiânia. Cuiabá será a capital mais quente desta segunda-feira (8), com máxima de 34°C na parte da tarde. Já a capital mais fria será Porto Alegre, com apenas 21°C. 

O motivo é uma frente fria que já chegou ao Sul e trouxe o tempo gelado no lugar das chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul ao longo da última semana. Santa Catarina também terá uma queda na temperatura, e são esperadas geadas nos próximos dias.

Rio Grande do Sul

A semana passada foi de intensos temporais no Rio Grande do Sul. Entre a manhã dos dias 5 e 6 de maio, em 24 horas, os municípios do Estado foram os que mais registraram chuva em 24 horas, com valores entre 70 e 170 mm, segundo os dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Boa parte do Rio Grande do Sul já acumulou neste mês de maio volumes dentro e acima da média climatológica (que oscila entre 140 e 180mm). 

Nos próximos dias, o destaque será o aumento do frio e o tempo firme, com risco de geada no Norte e na Serra na quarta (10), na quinta (11) e na sexta-feira (12). No final da semana, a chuva deverá retornar, com maior incidência no Sul, no Leste e no Nordeste, bem como na Serra, no Litoral e na Região Metropolitana. 

O motivo da volta das precipitações será uma frente fria que passará pela costa do Estado somada com a umidade que vem do mar. Na Grande Porto Alegre, vários municípios também passaram de 100 mm. Viamão, por exemplo, somava até domingo 132 mm. Uma vez que a frente fria avançava com mais chuva, forte em diversas cidades, na tarde e noite de ontem, os volumes aumentavam e os balanços de precipitação hoje vão indicar marcas ainda mais altas. Com mais de 20 dias ainda pela frente e mais chuva até o fim do mês, maio terminará excepcionalmente chuvoso.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Ministério Público pede que Tribunal de Contas da União suspenda pensão de Ailton Barros preso por suposta fraude em cartão de vacina de Bolsonaro
Ibovespa sobe, ajudado por commodities; dólar tem forte alta
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play