Sábado, 20 de julho de 2024

Homem tentou vender violino furtado para o próprio dono

Um homem de 40 anos foi preso em flagrante quando tentava vender um violino furtado, avaliado em R$ 20 mil, para o próprio dono, na região central de São Paulo. O instrumento, fabricado há mais de 100 anos, tinha sido levado por ladrões em outubro de 2023, quando o dono, um músico de Itapetininga, no interior de São Paulo, tinha se apresentado em um clube da zona norte da capital. Ao ser abordado por policiais civis, o suspeito alegou que havia comprado o violino na região da Cracolândia, no centro paulistano.

O instrumento era um legado de família e, após denunciar o furto à Polícia Civil, o dono passou a monitorar o que havia de novo em sites de comércio eletrônico. Ele acabou localizando o violino em um site de vendas. O morador de Itapetininga fez contato com o vendedor, se dispôs a pagar o valor pedido e marcou um encontro com o detentor do instrumento na Estação da Luz, mais especificamente na Alameda Cleveland.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), a vítima acionou a equipe do 13.º Distrito Policial, onde o furto do violino estava sendo investigado. Os policiais foram até o local e encontraram o suspeito com o objeto, que estava no mesmo estojo de quando foi furtado. O violino foi reconhecido pelo proprietário.

Foragido da polícia

Questionado, o homem disse que havia comprado o instrumento sem saber do furto. Conduzido à delegacia, ele foi autuado por receptação. Inicialmente, o delegado fixou fiança de R$ 1,4 mil que, sendo paga, possibilitaria que o suspeito respondesse em liberdade pela acusação. Mas, conforme a SSP, ao ser pesquisada a identificação fornecida pelo suspeito, foi verificado que ele fornecera o nome de outra pessoa, sem antecedentes criminais.

Na realidade, ele já era procurado pela Justiça e, por isso, permaneceu preso. O acusado de receptação seria o músico Leonardo Henrique dos Santos. Segundo informou o delegado Luis Carlos, do 13.ºDistrito Policial, ele costumava tocar violino em igrejas, mas depois se envolveu com drogas e começou a frequentar a região da Cracolândia.

Ainda segundo a SSP, o caso foi registrado como receptação, falsificação ideológica e captura de procurado no 13.º Distrito Policial. Até anteontem, o acusado não havia constituído advogado no processo, o que impediu a reportagem de ouvir sua defesa.

Stradivarius

Em 11 de maio do ano passado, um violino da tradicional marca Stradivarius foi furtado de uma loja no centro de Taubaté (SP). No caso, os policiais rastrearam um possível vendedor nas redes sociais e o detiveram com o instrumento. Ele também alegou não saber da procedência do instrumento – teria sido obtido por R$ 200 na chamada Feira da Barganha, em outra cidade.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Governo do Canadá irá restringir a autorização para que alunos estrangeiros cursem graduação ou bacharelado. País se tornou um dos destinos preferidos dos brasileiros
“Tenho vergonha do que acontece com o Brasil”, diz ex-técnico da Argentina
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play