Sexta-feira, 19 de julho de 2024

Inteligência artificial da Sony supera humanos em game Gran Turismo

A Sony anunciou que criou um agente de inteligência artificial chamado Gran Turismo Sophy (GT Sophy) que foi capaz de vencer os melhores jogadores do simulador de corrida de carros para PlayStation, o Gran Turismo.

Para preparar o GT Sophy para a disputa, diferentes unidades da Sony reuniram pesquisas fundamentais de inteligência artificial (IA), um simulador hiper-realista de corrida do mundo real e infraestrutura para treinamento de máquina em grande escala.

O GT Sophy competiu primeiro com quatro dos melhores pilotos do Gran Turismo em julho, processou os dados da corrida e superou os pilotos humanos em outra prova realizada em outubro.

“Foram necessários cerca de 20 PlayStations funcionando simultaneamente por cerca de 10 a 12 dias para treinar o GT Sophy para a corrida do zero ao nível sobrehumano”, disse Peter Wurman, diretor da área de inteligência artificial da Sony AI America e líder da equipe que projetou o GT Sophy.

Embora a inteligência artificial já tenha sido usada para derrotar humanos em jogos, como xadrez, Mahjong e Go, a Sony disse que a dificuldade em dominar a direção de carros de corrida são as muitas decisões que precisam ser tomadas em tempo real.

A Microsoft , rival da Sony que recentemente comprou a Activision por 69 bilhões de dólares, vem usando jogos para melhorar a IA, oferecendo novos desafios para os modelos resolverem.

O Gran Turismo, um videogame de simulação de corrida, estreou em 1997 e acumula vendas de mais de 80 milhões de unidades.

A Sony quer aplicar os aprendizados com o GT Sophy em outros jogos de sua plataforma PlayStation.

“Há muitos jogos que apresentam desafios diferentes para a IA e estamos ansiosos para começar a trabalhar nesses problemas”, disse Wurman.

Novas apostas

Os fones Sony LinkBuds WF-L900 são uma nova aposta da empresa em um design criativo e curioso – eles têm um buraco no meio do alto-falante, que fica no formato de um anel, portanto, se distanciado dos modelos anatômicos intra-auriculares com os quais estamos acostumados. A ideia é não fazer um fone que bloqueie todo o exterior, mas trabalhe no meio termo, a ponto de o usuário esquecer que está com os fones.

Há poucos dias, vazaram diversas imagens dos acessórios nas cores cinza e branca, e agora mais especificações, incluindo os possíveis preços, começam a circular pela internet com informações obtidas pelo portal WinFuture.

Os fones devem ter driver de 12 mm, com uma membrana com alta flexibilidade, permitindo um som equilibrado e rico, adequado para graves mais potentes. Ele trabalham com o processador V1 da Sony e com o Digital Sound Enhancement Engine (DSEE) para obter melhor fidelidade e detalhes. O controle de volume também é ajustável conforme o ambiente.

Eles devem trazer ainda tecnologia de captação de voz e supressão de ruído para chamadas telefônicas. Ainda podem ter um sistema de toque especial, que exige que o usuário toque apenas na frente de sua orelha para dar comandos.

Pesando apenas 4 gramas, os fones trazem certificado IPX4, protegendo contra respingos de água e suor, e são otimizados para integração com a Alexa, Google Assistente, além dos recursos de Google Fast Pair, Multi-Pairing e HD Voice. Quanto às baterias, elas devem oferecer 5 horas e meia de reprodução, que pode ser estendida para até 12 horas com a carga do estojo.

Quanto aos preços, a Sony planeja algo abaixo dos 200 euros (cerca de 1.190 reais), e o lançamento deve ser em breve.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Número de mulheres que conseguem diagnóstico precoce do câncer de mama ainda é pequeno no Brasil
Saiba o que é criptografia e por que ela é importante para sua segurança na internet
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play