Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Juiz emite ordem de proteção contra Ricky Martin por violência doméstica

A polícia de Porto Rico confirmou no sábado (02) através de um comunicado à imprensa que “está em processo de arquivamento de uma ordem de proteção, nos termos da Lei 54, emitida contra o Sr. Enrique Martin”, conhecido no mundo do entretenimento como Ricky Martin. O artista negou as acusações que levaram à ordem.

A Lei 54 foi criada em 1989 para estabelecer um conjunto de medidas destinadas a prevenir e combater a violência doméstica em Porto Rico. Segundo as autoridades, a ordem foi expedida pela juíza Raiza Cajigas Campbell, do Tribunal de Primeira Instância de San Juan, e, por se tratar de um caso previsto na Lei 54, a polícia não divulga o nome do pessoa que solicitou o pedido.

O cantor Ricky Martin reagiu neste domingo em sua conta no Twitter à ordem de proteção contra ele, emitida por um juiz neste sábado.

“A ordem de proteção contra mim é baseada em alegações totalmente falsas, então enfrentarei o processo com a responsabilidade que me caracteriza”, disse o porto-riquenho em sua mensagem.

“As alegações contra Ricky Martin, levando a uma ordem de proteção, são completamente falsas. Estamos confiantes de que quando os fatos verdadeiros vierem à tona sobre este assunto, nosso cliente Ricky Martin será totalmente justificado”, disse a equipe jurídica do artista em declarações escritas.

Enquanto isso, a polícia explicou como o processo foi tratado. “A partir do momento em que o policial uniformizado recebeu uma cópia da ordem de proteção, através do novo Centro de Operações e Processamento da Ordem de Proteção (COPOP) da Polícia de Porto Rico, seu processamento foi coordenado pelos agentes”, dizia parte do comunicado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Mariana Rios posa de topless para comemorar seus 37 anos: “Tô de parabéns”
Luciano Huck entrega relacionamento de Murilo Benício com jornalista: “Namora em Londres”
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play