Domingo, 25 de fevereiro de 2024

Lançado serviço especializado em auxiliar profissionais da saúde no Rio Grande do Sul

O ICI (Instituto do Câncer Infantil) e a SES (Secretaria da Saúde) lançaram, nesta quinta-feira (02), o projeto Tele Oncoped. É um serviço de teleconsultoria e telemedicina por meio de um telefone 0800 (ligação gratuita) e um portal, com o intuito de auxiliar profissionais da saúde a diagnosticar casos de câncer.

O projeto também apoia a secretaria em ações de regulação e de capacitação dos profissionais da Rede de Atenção Básica, com o objetivo de melhorar os índices de diagnóstico precoce e, consequentemente, de cura do câncer infantojuvenil.

O lançamento contou com a presença do governador Ranolfo Vieira Júnior, da primeira-dama Sônia Vieira, da secretária da Saúde, Arita Bergmann, e do superintendente e fundador do ICI, Algemir Brunetto.

“O diagnóstico precoce representa maior chance de sucesso no tratamento. Quanto mais precoce for o diagnóstico, melhor para a saúde do paciente, e a qualificação do médico que está na ponta é fundamental para que isso ocorra. Além disso, o encaminhamento ao profissional especializado faz toda a diferença no diagnóstico. O Tele Oncoped já está servindo de referência para outros Estados, e estamos muito orgulhosos dessa iniciativa”, destacou o governador.

O convênio foi firmado em novembro de 2021 e, além do serviço de telemedicina lançado nesta quinta, prevê a capacitação de profissionais do SUS (Sistema Único de Saúde) para diagnóstico e encaminhamento ao instituto de crianças com suspeita de câncer. O convênio regula o repasse de um total de R$ 551,7 mil do Estado à instituição, com uma contrapartida do instituto de R$ 84 mil.

“Tempo é vida. Por meio de uma parceria de excelência, vamos melhorar os índices de diagnóstico precoce e o acesso aos serviços, componentes fundamentais para garantir um atendimento qualificado às crianças. O que nos move é fazer a diferença na vida das pessoas, e esse convênio, construído a muitas mãos, é mais um exemplo disso”, disse a secretária Arita.

O câncer infantojuvenil é a primeira causa de morte por doença na faixa etária de 0 a 19 anos no Brasil. Os principais sintomas que as crianças com câncer apresentam são comuns a outras doenças pediátricas mais prevalentes.

Dessa maneira, só faz o diagnóstico de câncer o profissional que realmente pensa em câncer. A partir do canal disponibilizado pelo ICI, profissionais de atenção básica e unidades oncológicas de todo o Estado poderão telefonar para a equipe técnica qualificada do projeto, a fim de confirmar decisões e diagnósticos e garantir as melhores opções às crianças e adolescentes com suspeita de câncer. Poderão, assim, encaminhá-los o mais brevemente possível aos centros especializados.

De acordo com Brunetto, crianças e adolescentes com câncer tratados em centros especializados em oncologia pediátrica têm maiores chances de cura. São hospitais que têm toda a infraestrutura e tecnologia para o diagnóstico e tratamento da doença, incluindo quimioterapia, radioterapia e as diversas especialidades cirúrgicas, assim como equipes profissionais com experiência para prevenção e tratamento das complicações clínicas, apoio psicossocial e reabilitação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Brasil deve aumentar exportação de carne suína para a Coreia do Sul após cota com tarifa zero
Rainha Elizabeth sente desconforto e não participa de missa nesta sexta-feira
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play