Sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

loader

Mais de 41% dos brasileiros vacináveis já estão imunizados contra o coronavírus

Quase 41% dos brasileiros completaram o esquema vacinal ao tomar as duas doses ou a dose única de vacinas contra a covid e estão totalmente imunizados. Os dados do consórcio de veículos de imprensa, divulgados às 20h desta segunda-feira (27), mostram que foram aplicadas 87.436.784 doses, o que corresponde a 40,99% da população do País.

Entre os que estão parcialmente imunizados com a primeira dose de vacinas são 145.005.445 pessoas, o que corresponde a 67,98% da população. A dose de reforço foi aplicada em 669.515 pessoas (0,31% da população).

Somando a primeira dose, a segunda, a única e a de reforço, são 233.111.744 doses aplicadas desde o começo da vacinação.

Nas últimas 24 horas, a primeira dose foi aplicada em 468.526 pessoas, a segunda em 742.328, a dose única 1.752, e a dose de reforço em 61.868, um total de 1.274.474 doses aplicadas.

Os Estados com maior porcentagem da população imunizada (com segunda dose ou dose única) são o Mato Grosso do Sul (55,94%), São Paulo (54,63%), Rio Grande do Sul (46,61%), Espírito Santo (43%) e Paraná (40,84%).

Já entre aqueles que mais tem sua população parcialmente imunizada estão São Paulo (78,70%), Rio Grande do Sul (70,49%), Santa Catarina (70,31%), Distrito Federal (70,20%) e Paraná (69,25%).

ButanVac

A ButanVac, vacina com tecnologia americana e em teste pelo Instituto Butantan, em São Paulo, apresentou boas taxas de segurança e de resposta imunológica durante a fase 1 — estudos iniciais em humanos. Os resultados do estudo foram divulgados em uma plataforma de pré-prints (versão prévia sem revisão de outros cientistas independentes).

Com o fim dos testes da primeira fase, a candidata à vacina contra a covid-19, que recebe o nome internacional de NDV-HXP-S, demonstrou um “perfil de segurança aceitável e é altamente imunogênica”, escreveram os autores.

“Esta vacina pode ser produzida a baixo custo em qualquer instalação projetada para a produção da vacina inativada do vírus da influenza”, completaram. O Instituto Butantan produz anualmente 80 milhões de vacinas da gripe usando ovos.

As pesquisas de fase 1 foram inteiramente descritas por cientistas da Universidade Mahidol, de Bangkok, da Icahn Escola de Medicina Monte Sinai, de Nova York, e da Universidade do Texas, em Austin. O imunizante está sendo testado também no Vietnã e no Brasil, além da Tailândia, mas os resultados ainda não foram divulgados.

O Butantan deverá produzir 100% do imunizante em sua própria infraestrutura, caso a vacina se comprove eficaz. Até o momento, os testes brasileiros são realizados em Ribeirão Preto (SP), Guaxupé (MG), São Sebastião do Paraíso (MG) e Itamogi (MG).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Argentina reabre fronteira com o Brasil em Foz do Iguaçu
Pfizer inicia teste de pílula anticoronavírus
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play