Quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Michelle pede a Bolsonaro e responde a pergunta indiscreta na TV

Durante entrevista para o programa Alerta Nacional, da Rede TV, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro – recém filiada ao PL, fez uma pequena participação respondendo a pergunta do apresentador Sikera Jr, sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) “cuidar bem da casa”.

A entrevista ocorreu na segunda-feira (30), onde Bolsonaro falou, principalmente, sobre as eleições presidenciáveis de outubro. No entanto, mais ao final, Sikera Jr fez algumas perguntas para a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“Michelle, o presidente tem uma missão muito pesada, que é cuidar do nosso país, e aí eu pergunto, ele tá tomando conta da casa?”, perguntou o apresentador.

O presidente e a primeira-dama riem do questionamento e, sem graça, Michelle pergunta para Bolsonaro, se pode responder a pergunta, o que garante risada de todos.

“Ele tem uma moeda no bolso”, afirma Michelle, enquanto Bolsonaro tira o objeto da camisa e mostra para a câmera. “Ele é ‘imbrochável’, ‘incomível’ e ‘imorrível’”, responde na sequência.

Pouco depois, Bolsonaro repete, em meio a risadas, a declaração da esposa e complementa: “Ela tá fazendo uma propaganda que não é enganosa”. “Se meu nome fosse Pedro, ela ia cantar o tempo todo: ‘para Pedro, Pedro para, para Pedro”, brincou o presidente.

Aparições

A advogada Caroline Lacerda, sócia do escritório Lacerda e Vieira de Carvalho, que atende ao PL, afirmou que, com a filiação de Michelle, a primeira-dama poderá aparecer na propaganda partidária do PL que será veiculada no rádio e na TV. Caroline Lacerda também disse entender que Michelle Bolsonaro não pode se candidatar neste ano.

O artigo 14 da Constituição diz o seguinte: “São inelegíveis, no território de jurisdição do titular, o cônjuge e os parentes consanguíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, do presidente da República, de governador de Estado ou território, do Distrito Federal, de prefeito ou de quem os haja substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, salvo se já titular de mandato eletivo e candidato à reeleição”.

Michelle é considerada “peça estratégica” para atrair o eleitorado feminino à campanha de Bolsonaro e precisou se filiar para poder participar do programa partidário do PL que vai ao ar no próximo mês. Além da participação no programa, Michelle também deve ter uma agenda de viagens própria pelo País, com foco em ações sociais.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Acordo suspende votação na Câmara sobre mensalidade em universidades públicas
Educação, Ciência, Saúde e Defesa são as áreas mais afetadas pelo bloqueio no orçamento, aponta órgão do Senado
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play