Terça-feira, 18 de junho de 2024

Ministério da Saúde descarta 34 casos suspeitos de gripe aviária em humanos

O Ministério da Saúde descartou neste sábado (20) o diagnóstico de influenza aviária (H5N1) para 34 pessoas no Espírito Santo. Conforme o ministério, outros dois casos em humanos começaram a ser investigados.

As amostras foram analisadas pelo laboratório da Fiocruz, no Rio de Janeiro, após encaminhamento do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) do Espírito Santo.

De acordo com o Ministério da Saúde, dos casos que foram descartados, 33 eram de funcionários de um parque onde uma ave infectada com o vírus foi encontrada caída no chão. Apenas um deles estava em observação como caso suspeito para a doença por apresentar sintomas gripais ao longo da semana. O resultado divulgado informou que o caso suspeito teve resultado laboratorial negativo, ou seja, foi descartado para Influenza Aviária.

O Ministério informou também neste sábado que, além dos casos suspeitos descartados do parque, outros três pacientes sintomáticos foram notificados no estado, sendo que um deles já foi descartado.

Gripe aviária
O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo informou na última quinta (18) que mais quatro aves haviam sido identificadas com aviária no estado.

Os animais foram resgatados nos municípios de Vitória, Guarapari, Linhares, e em Nova Venécia. Duas tiveram óbito natural e duas foram eutanasiadas (sacrificadas).

Um dia antes, na quarta-feira (17), a secretaria já havia confirmado que outras 26 aves foram sacrificadas também para conter a disseminação da doença. Entre as primeiras espécies eutanasiadas, estavam atobás e trinta-réis, um biguá, uma coruja, um bem-te-vi, periquitos-rei e um papagaio-chauá.

Segurança alimentar
Diante do primeiros casos de gripe aviária informados pelo Ministério da Agricultura e Pecuária na segunda-feira (15), a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informou que os animais infectados não fazem parte do sistema industrial brasileiro, ou seja, os casos não afetam aves e ovos disponíveis nos supermercados e a seguridade alimentar da população.

O ministério declarou estado de alerta de emergência devido aos casos.

Conforme nota, a medida busca “aumentar a mobilização do setor privado e de todo o serviço veterinário oficial para incrementar a preparação nacional, aumentando a vigilância sobre a pandemia de gripe aviária”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Câmara de Vereadores de Porto Alegre instala Frente Parlamentar de Combate às Fake News
Organização Mundial da Saúde afirma que mundo mais quente pode levar a 9 milhões de mortes por ano
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play