Sexta-feira, 19 de agosto de 2022

Ministério Público denuncia Jairo Jorge, prefeito afastado de Canoas, e outros 16 por fraudes contra o poder público

O Ministério Público do Rio Grande do Sul, por meio da Procuradoria da Função Penal Originária, apresentou nesta terça-feira (5) denúncia contra o prefeito afastado de Canoas, Jairo Jorge, e outras 16 pessoas, entre agentes públicos e empresários.

A denúncia acontece pela prática de crimes como corrupção (ativa e passiva), lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e peculato, cometidos entre 2020 e 2021, relacionados à dispensa de licitação e contratos para prestação de serviços terceirizados de limpeza e copeiragem.

Conforme a denúncia, assinada pelo coordenador da Procuradoria da Função Penal Originária, Ricardo Felix Herbstrith, e pelo promotor de Justiça Marcelo Dossena Lopes dos Santos, em razão da promessa e do recebimento das vantagens indevidas, o prefeito afastado de Canoas, violou os princípios que regem a Administração Pública, notadamente da moralidade, legalidade, impessoalidade, probidade e isonomia.

“Esta é a primeira denúncia ofertada, sendo que as investigações prosseguem em relação a outros fatos”, ressalta o procurador Ricardo Herbstrith.

Jairo Jorge foi prefeito de Canoas, na Região Metropolitana, entre 2009 e 2016, pelo PT, e candidato do PDT ao governo do estado em 2018.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Daniella Marques toma posse como nova presidente da Caixa
Confira onde se vacinar contra a Covid e gripe nesta quarta em Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play