Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Ministro de Apoio ao RS diz que governo federal estuda pagar famílias para abrigar vítimas das chuvas

O ministro extraordinário para Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, anunciou neste domingo (19) que o governo federal está analisando a possibilidade de pagar famílias para acolher vítimas das enchentes que devastaram o Estado.

A proposta em estudo sugere um auxílio de R$ 400 por pessoa abrigada. De acordo com o boletim mais recente da Defesa Civil gaúcha, mais de 75 mil pessoas estão atualmente em abrigos e mais de 540 mil estão desalojadas devido às inundações.

Em entrevista a um canal de vídeos na internet, Pimenta afirmou que a implementação dessa medida será discutida com o governo federal nos próximos dias.

O Rio Grande do Sul enfrenta uma grave crise climática causada por intensas chuvas que assolam todo o Estado. A Defesa Civil confirmou até o momento 157 mortes. No total, mais de 2,3 milhões de pessoas foram afetadas pelo desastre.

Segundo o ministro, a medida busca aliviar a superlotação dos abrigos e liberar espaços utilizados como centros educacionais, permitindo a retomada gradual das aulas.

“Com isso, a gente tenta trabalhar na perspectiva de descentralizar esses grandes abrigos e fugir dessa lógica natais das cidades temporárias”, explicou Pimenta.

A proposta de auxílio financeiro às famílias é vista como uma solução emergencial para a crise humanitária no Estado, proporcionando um alívio imediato às vítimas enquanto estratégias de reconstrução mais permanentes são desenvolvidas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Aumenta para 157 o número de mortes provocadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul
Governo de Alagoas doa para vítimas das cheias no RS mais de 10 mil itens novos que poderiam ser leiloados
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play